terça-feira, 15 de agosto de 2017

Polícia: Preso terceiro acusado da morte de estudante durante assalto em Goiana

Indivíduo já tem passagem pelo sistema penitenciário por tráfico de drogas. A vítima, Edvaldo Neto, de 21 anos, dirigia um Jeep Renegade quando foi abordado por bandidos.

Preso o terceiro acusado de envolvimento na morte de um estudante durante assalto na cidade de Goiana, Mata Norte do estado. Edvaldo José Valença da Silveira Neto, de 21 anos, foi baleado após ser abordado no início da tarde da quinta-feira passada e morreu no local. Rhavy Filipe Santos de Lacerda, de 20 anos, foi detido na noite desta segunda-feira em uma operação realizada por policiais do Núcleo de Inteligência de Segurança Pública e de equipes da Operação Malhas da Lei e da 3ª Companhia Independente da Polícia Militar.

Esta manhã, ele presta depoimento na 44ª Delegacia de Goiana onde à tarde, o delegado responsável pelas investigações, Thiago Uchôa, vai falar sobre o caso. Rhavy já respondeu pelos atos infracionais semelhantes ao crime de roubo, tráfico de drogas e violência doméstica e também foi preso por tráfico de drogas na Paraíba.

Com a prisão, as polícias civil e militar atuam agora para capturar outros dois envolvidos. Eles foram identificados como Andresson da Silva Nogueira, 19 anos e Tiago Gomes da Silva, 31 anos. Tiago havia sido preso em flagrante em maio de 2016 por tráfico de drogas e associação, mas foi liberado em junho deste ano.

Leia também:
Polícia divulga nomes e fotos de acusados de matar estudante que estão foragidos
Polícia apreende adolescente que havia escondido arma utilizada em latrocínio
Segundo envolvido no latrocínio de estudante é preso
Veículo utilizado em latrocínio é apreendido abandonado em canavial
Acusado de matar estudante de 21 anos em Goiana é preso
Rapaz de 21 anos é morto a tiros em plena luz do dia em Goiana
Foragido da justiça é preso com arma de fogo em Goiana

Outros presos - Ainda na tarde de quinta-feira, poucas horas depois do crime, as polícias Civil e Militar prenderam um dos suspeitos de efetuar o disparo que matou Ednaldo. Thiago Gomes da Silva, 25 anos, foi detido na mesma cidade e teria confessado a participação na tentativa de assalto. O homem já tinha sido preso em maio de 2012, por roubo. Em janeiro de 2014, entrou no regime semiaberto. Fugiu em maio de 2014 da Penitenciária Agroindustrial São João (PAISJ), em Itamaracá, no Grande Recife. Ele voltou a ser preso em agosto de 2014, por porte ilegal de arma, e estava em liberdade condicional desde o dia 17 de março deste ano. As corporações tentam localizar o outro suspeito.

Na sexta-feira pela manhã, um adolescente 17 anos foi apreendido por uma equipe da Rocam, (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) da Polícia Militar. Em continuação às diligências, policiais civis e militares localizaram a arma de fogo utilizada no crime. Um revólver calibre 38 foi entregue por um dos foragidos a um adolescente de 15 anos, que escondeu a arma em um terreno afastado de centro da cidade. Foi feito um Termo Circunstanciado de Ocorrência e o adolescente vai responder por ter ocultado o revólver.

De acordo com a polícia, o crime foi comandado de dentro do Presídio de Igarassu, por um detento acusado de tráfico de drogas, roubo e clonagem de veículos. A polícia afirmou ainda que o modelo do carro da vítima seria uma encomenda e que seria trocado por drogas no estado da Paraíba. No momento do crime, o grupo usava um veículo Fiat Uno, que havia sido locado na cidade.

A abordagem à vítima foi feita por três homens que estavam em um Fiat Uno, que já foi localizado na cidade. De acordo com a polícia, todos serão indiciados por latrocínio. Dois suspeitos desceram do veículo e efetuaram os disparos. De acordo com a polícia, o trio pretendia tomar o carro que a vítima dirigia, um Jeep Renegade, para trocar por drogas. O assalto teria sido encomendado por um detento do presídio de Igarassu, com forte atuação na região bos crimes de tráfico de drogas, roubo e clonagem de veículos. O detento teria pedido um Jeep Renegade ou uma caminhonete Hilux que seria vendido em outro estado e trocado por drogas. O caso está sendo investigado pelo delegado Thiago Uchôa.

Caso - No início da tarde de quinta-feira (10), um estudante de 21 anos foi assassinado durante um assalto na cidade de Goiana, a 62 km da capital. A vítima foi baleada dentro de seu Jeep Renegade após ser abordada por dois bandidos. Edvaldo José Valença da Silveira Neto sofreu a investida quando parou em um semáforo na Avenida Marechal Deodoro da Fonseca, Centro da cidade. 

O corpo do estudante foi sepultado na manhã da sexta (11) no Cemitério de Goiana. Edvaldo morava no Recife, mas havia se mudado para Goiana há pouco tempo. De acordo com informações apuradas pela polícia, o estudante teria tentado reagir, acelerando o carro, quando terminou sendo baleado na cabeça. Ele perdeu o controle do veículo e bateu em uma árvore, localizada na calçada do Cine Teatro Polytheama. O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal, no Recife. O caso está sendo investigado pela 44ª Delegacia de Goiana.

Com informações do Diario de Pernambuco

0 Comentários:

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-