quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Polícia: Acusado de matar estudante de 21 anos em Goiana é preso

Ele confessou que o crime contou com a participação de mais três elementos, além do envolvimento de um receptador e um presidiário, que se encarregariam de trocar o veículo por uma grande quantidade de droga.

Policiais Civis da 44ª Delegacia de Goiana, 16ª Delegacia de Homicídios, 49ª Delegacia de Itambé, equipe Malhas da Lei da AIS11 Goiana em operação conjunta com Policiais Militares do GATI e equipe Malhas da Lei da 3ª Companhia Independente de Goiana, sob o comando dos delegados Romel Ricardo e Herbert Wilians, prenderam, na tarde desta quinta-feira (10), um indivíduo acusado de matar um estudante de direito de 21 anos durante uma tentativa de assalto, no município de Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco.

Leia também:
Rapaz de 21 anos é morto a tiros em plena luz do dia em Goiana
Foragido da justiça é preso com arma de fogo em Goiana

Segundo informações apuradas pelo Blog do Anderson Pereira, o pintor e ex-presidiário Thiago Gomes da Silva, vulgo "Binho", de 25 anos, foi preso escondido em sua residência, localizada em uma comunidade conhecida por "Toco", em poucas horas após o homicídio. Ele confessou a autoria da morte do Edvaldo José Valência da Silveira Neto, popular "Netinho", que foi abordado e alvejado enquanto conduzia seu veículo Jeep Renegade (cor branca e placas QFW-4219/Caaporã-PB), próximo do semáforo da Avenida Marechal Deodoro da Fonseca (Rua Direita), no Centro. O acusado ainda confessou que o crime contou com a participação de mais três elementos, além do envolvimento de um receptador e um presidiário, que se encarregariam de trocar o veículo por uma grande quantidade de droga.

Thiago Gomes já tinha sido preso em maio de 2012, por roubo. Em janeiro de 2014, entrou no regime semiaberto. Fugiu em maio de 2014 da Penitenciária Agroindustrial São João (PAISJ), em Itamaracá, no Grande Recife. Ele voltou a ser preso em agosto de 2014, por porte ilegal de arma, e estava em liberdade condicional desde o dia 17 de março deste ano.

As polícias civil e militar estão em diligências para capturar os seus comparsas e tentar apreender a arma do crime.

O acusado foi autuado em flagrante delito pelo crime de latrocínio, sendo recolhido para uma unidade prisional, onde permanecerá à disposição da justiça.

Blog do Anderson Pereira

0 Comentários:

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-