sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Pernambuco: Governo inicia interiorização dos complexos de Polícia Científica. Goiana também contará com unidade

Seis unidades em construção para servir à população no Estado

O Governo do Estado iniciou a construção de seis Complexos de Polícia Científica que beneficiarão todos os municípios da Zona da Mata, Agreste e Sertão. Em dezembro, será entregue à população a unidade de Caruaru, o primeiro a entrar em operação. As obras vão descentralizar os serviços de perícia técnica, imprimindo maior rapidez no atendimento, agilizando a entrega dos laudos periciais e, consequentemente, os inquéritos policiais.

O complexo padrão do Interior, localizado em Caruaru, foi projetado para atender as demandas forenses do Agreste Central e Setentrional. Apenas no município estão sendo investidos cerca de R$ 6 milhões. A obra ocupa uma área de cerca de 2 mil metros quadrados, na Avenida Brasil, bairro do Salgado.

A unidade abrigará a Polícia Científica e seus institutos de Medicina Legal (IML), Criminalística (IC) e de Identificação Tavares Buril (IITB), informou o secretário de Defesa Social, Wilson Damázio. Segundo ele, a construção desses modernos centros também qualificará o ambiente de trabalho dos peritos e demais servidores lotados nessas unidades.

Serviços – No Instituto de Identificação Tavares Buril (IITB) serão realizadas identificações criminais, a exemplo das perícias de impressões digitais nos locais de crimes e corpos. A emissão de Carteira de Identidade (RG), segundo o gestor do instituto, Jandir Carneiro, continuará sendo emitidas apenas pelo Expresso Cidadão.

Já o Instituto de Criminalística realizará perícias balísticas e laboratoriais para medir o consumo de droga e álcool, dentre outras substâncias e contará com nove salas. O Instituto de Medicina Legal contará com 13 salas, sendo uma de necropsia, com quatro mesas, uma para o para médicos legistas e recepção.

No local, serão realizados, ainda, serviços de necropsia, atendimento para exames de corpo de delito, exames sexológicos, alcoolismo, drogas. De acordo com a gestora do Instituto, Joyce Breenzinckr, a intenção é de instalar no local o serviço de histopatologia, que consiste em se examinar ao microscópio um fragmento de tecido ou órgão. O complexo possui ainda auditório para mais de 50 pessoas.

Ainda em Caruaru, o Governo de Pernambuco também entregará, até o final do ano, a Área Integrada de Segurança (AIS), que abrigará as polícias Militar, Civil e o Corpo de Bombeiros. A área funcionará na BR-104, quilômetro 67, numa área de mais de quatro mil metros quadrados. A obra está orçada em cerca de R$ 5 milhões.

As unidades da Polícia Científica serão instaladas, ainda em outros municípios com localizações estratégicas, a exemplo de Palmares, na Mata Sul; Goiana, Mata Norte; Garanhuns. Agreste Meridional; Salgueiro, Sertão Central, e Petrolina, no Sertão do São Francisco. As cidades de Afogados da Ingazeira e Petrolina receberão, ainda este ano, Áreas Integradas de Segurança (AIS).

O complexo da Mata Sul, em Palmares, segundo o gestor da Polícia Científica, Francisco Sarmento, se encontra com 60% de suas obras executadas e tem previsão de conclusão para o primeiro semestre de 2014. ”Em Salgueiro, a construção está em fase de terraplanagem. Já em Petrolina, o início das obras do complexo deverá ocorrer também no primeiro semestre do próximo ano”, informou.

Com informações da Assessoria
 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-