sábado, 17 de março de 2018

Denúncia: Abandono de obra na PE-75 preocupa moradores de Goiana e da Zona da Mata


Nas cidades de Goiana e Itambé, população se queixa de insegurança e dificuldades de mobilidade devido à falta de conclusão do serviço.

pesar de a obra de recuperação de 39 quilômetros na PE-75, entre Goiana, no Grande Recife, e Itambé, na Zona da Mata Norte, visar melhorias na vida dos moradores da região, o serviço tem causado transtornos para a população. Na prática, o abandono e a insegurança na estrada são queixas frequentes de quem passa ou mora às margens da rodovia. (Veja vídeo abaixo)

Com uma placa indicando R$ 32 milhões para custear a obra, a rodovia tem vários trechos onde metade é asfalto e a outra metade é composta de pedras. Para alguns comerciantes que circulam pelo local, a obra parece abandonada. “Já tem mais de um ano que está assim. Nunca mais a gente viu ninguém para consertar o fluxo”, reclama o comerciante Leonardo Farias.
Em alguns trechos, a ausência de asfalto faz com que os motoristas precisem diminuir a velocidade. “Isso é perigoso por causa da pista e por causa da insegurança, porque a gente tem medo de assaltos aqui”, relata a médica Tainá Gondin.

“Você chega numa semana e tem duas, três pessoas trabalhando. Na outra, não tem ninguém. Queremos providências do governo do estado, porque já são dois anos de uma obra que não existe”, denuncia o produtor rural Paulo Moura.

Procurado pela TV Globo, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PE) afirmou que está em negociação com a empresa que realiza a reforma, para que os trabalhos sejam retomados. O órgão também garantiu que a obra será concluída em 2018.
 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-