quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Alepe: Desenvolvimento Econômico recebe presidente de empresa que transporta carros fabricados em Goiana

A Comissão de Desenvolvimento Econômico recebeu, nesta terça (19), Vittorio Medioli, presidente do Grupo SADA, responsável pelo transporte dos carros produzidos no polo automotivo de Pernambuco. A empresa acaba de inaugurar um pátio de logística em Goiana, onde foram investidos R$ 120 milhões num espaço de 134 mil metros quadrados, com vagas para 140 caminhões-cegonha.

Medioli apresentou a estrutura que o grupo oferece para a indústria automobilística no Brasil e no Mercosul, sendo a fornecedora exclusiva de veículos para transporte de carros para a Fiat/Jeep. Para tornar a operação competitiva no Nordeste, a empresa opera um sistema de logística reversa, em que caminhões que transportam carros da fábrica da Fiat em Betim (MG) para o Nordeste voltam para o Sudeste com os carros fabricados em Pernambuco.
“O carro que é produzido aqui precisa chegar ao consumidor final com um preço barato, qualidade e previsibilidade. Com a logística reversa conseguimos oferecer um frete 50% mais baixo”, explicou o empresário. “Antes da fábrica em Goiana já tínhamos mais de 600 pernambucanos trabalhando pela SADA. E temos um compromisso moral de que todo novo emprego gerado seja destinado aos pernambucanos”, declarou o presidente do grupo, que também é prefeito do município de Betim.

O presidente da SADA esclareceu, ainda, a posição do grupo em relação a um grupo de cegonheiros que realiza protestos contra a empresa no Estado.  “ Não tem nenhum desempregado entre essas pessoas, mas gente que compra uma carreta usada e vem aqui exigir um emprego”, considerou Medioli. “Mas estamos em um momento recessivo, e para admitir um deles eu preciso desempregar os que já trabalham comigo, o que seria um absurdo. Novas pessoas poderão prestar serviços para nós no futuro, mas não por pressão, mas dentro de um perfil que atenda ao mérito”, salientou.

Segundo o presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, deputado Aluísio Lessa (PSB), a SADA está “cumprindo à risca o que foi acordado com o Governo em relação à contratação de motoristas pernambucanos”. “Foi colocado falsamente pela mídia que são cegonheiros do Estado que estão protestando. Na verdade, apenas cinco deles são pernambucanos, e são pessoas que já tiveram a oportunidade de trabalhar para a SADA, não corresponderam ao esperado e foram desligadas da empresa”, afirmou o deputado.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-