segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Polícia: Acusados de estuprar duas mulheres em canavial de Goiana são ouvidos em audiência de instrução

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) participou, representado pelo promotor de Justiça Fabiano Saraiva, da primeira audiência de instrução e julgamento dos réus Leonardo José de Souza e Ivair Pedro da Silva, realizada pelo juiz da 1ª Vara Criminal de Timbaúba, José Gilberto de Souza, na manhã dessa quarta-feira (17), no Fórum de Goiana. Leonardo e Ivair são acusados de ter roubado em João Pessoa (PB) um automóvel modelo Gran Siena com duas mulheres e um bebê de nove meses a bordo. Leonardo, que teria participado apenas do roubo do carro, desistiu de dar continuidade às ações criminosas e voltou de motocicleta do meio do caminho.

Por sua vez, Ivair responde pelo estupro das duas mulheres em um canavial em Goiana e por ter passado com o carro roubado várias vezes sobre o corpo de ambas, resultando na morte de uma delas. O bebê foi abandonado por ele no local do crime. O caso, que teve repercussão nacional, aconteceu na noite de 20 de junho do ano passado. Na manhã seguinte, as vítimas foram encontradas por trabalhadores rurais que acionaram a Polícia. O bebê estava muito assustado e apresentava várias marcas de picadas de insetos. Leonardo responde pelo crime de roubo e Ivair será julgado por roubo, estupro, homicídio e tentativa de homicídio. Os dois se encontram presos em João Pessoa.

De acordo com Fabiano Saraiva, “o momento é de ouvir cada testemunha e de colher provas para conseguir a condenação dos dois réus na sessão do júri”. Para o juiz José Gilberto, “o caso está recebendo atenção especial devido às circunstâncias em que ocorreram e também pela brutalidade dos crimes cometidos”. O MPPE solicitou o depoimento de outras duas testemunhas, que serão ouvidas na capital paraibana. A segunda audiência ainda não tem data prevista.

Assessoria

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-