quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Tecnologia: Redes Sociais em Ambientes Corporativos por Paulo Freire

O uso das redes sociais é cada vez maior, só no Brasil o Facebook tem mais de 45 milhões de usuários, e já existe até tratamento para o vício na rede social, mas não vamos falar exatamente do Facebook e sim no impacto que ele causa nas empresas. Pesquisas mostram que 3 a cada 5 empresas proíbem o uso de redes sociais no ambiente de trabalho alegando que o uso das mesmas provoca queda na produtividade dos funcionários. A IBM juntamente com outras empresas fez um levantamento que mostra que mais de 20% do tempo total de trabalho dos funcionários é desperdiçado em redes sociais, isso sem contabilizar as idas ao banheiro e as conversas na copa. Na mesma pesquisa foi revelado que mesmo nas empresas onde é proibido o uso das redes, ainda assim, o desperdício de tempo chega a mais de 10%. Com isso as empresas estão cada vez mais investindo em políticas de segurança que bloqueiam essas redes sociais.

Avaliando o outro lado da moeda, as redes sociais são extremamente benéficas no sentido de divulgação, pois atualmente é mais barato e mais eficiente se divulgar algo em uma rede social do que nas mídias tradicionais. O benefício é grande, mas é preciso haver controle dentro das empresas para não se perder o foco do trabalho.

Paulo Renato Cavalcanti Freire é Analista de Suporte Pleno na IBM Brasil e colunista do Blog do Anderson Pereira.

*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do Blog do Anderson Pereira.

3 Comentários:

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-