sexta-feira, 17 de maio de 2019

Operação Praia Segura: Quadrilha acusada de promover o terror em Carne de Vaca é presa

A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira (16), nove homens acusados de assaltar moradores e roubar pertences de casas de veraneio, enquanto os imóveis estavam desocupados, em Goiana, na Região Metropolitana do Recife. Os donos das residências só ficavam sabendo do crime quando chegavam, nos finais de semana. Além disso, o grupo é acusado de ameaçar inúmeros moradores, comerciantes e veranistas da região.

"Eles atuavam há cerca de 8 meses na região de Carne de Vaca. Eles furtavam as casas dos veranistas que, quando chegava, as casas estavam praticamente limpas. Geladeiras, camas, utensílios... Tudo era furtado", detalha o delegado Herbert Martins, titular das investigações.
A investigação, que começou em fevereiro, aponta que a quadrilha também é ligada a tráfico de drogas, furto qualificado e roubo. O delegado aponta que os homens moram na região e são conhecidos nas redondezas.

Durante as investigações, a polícia encontrou indícios de cometimento de outros crimes pela quadrilha, como roubo de veículos. "Os elementos ainda tem participação em homicídios e tráfico de drogas. Carros e motos também estão entre os itens que roubavam", diz.
O material roubado das casas de veraneio era encaminhado para outras cidades da Região Metropolitana. Segundo a polícia, parte dos receptadores já foi identificada. Com o material apreendido, os policiais dão continuidade às investigações para responsabilizar os outros envolvidos no esquema.

Segundo informações obtidas pelo Blog do Anderson Pereira, após três meses e meio de investigações e diligências policiais, a 44ª Delegacia de Goiana, com eficiente apoio da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil, através do Núcleo de Inteligência da Zona da Mata, identificaram um grupo criminoso liderado por Edilson José Guedes Coutinho Filho, vulgo “Gaspar”.
Confira acima a entrevista do delegado Herbert Martins, durante a coletiva de imprensa realizada na manhã de hoje.

Foram cumpridos 12 mandados de prisão e 12 mandados de busca e apreensão domiciliar, que foram expedidos pelo Juiz da Vara Criminal da Comarca de Goiana. Na ação foram empregados 32 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães.

Com informações do G1 / Blog do Anderson Pereira
 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-