segunda-feira, 16 de abril de 2018

Operação Ratatouille: Assessor técnico da Prefeitura de Goiana é investigado em Operação da Polícia Civil

Mais de R$ 113 milhões em contratos são investigados por irregularidades. Durante coletiva, foi revelado a identidade dos envolvidos nos esquemas de crimes licitatórios, desvios de recursos públicos e lavagem de dinheiro.

A Polícia Civil de Pernambuco realizou no dia 22 de março de 2018 uma coletiva de imprensa na sede Administrativa do órgão, localizada no bairro da Boa Vista, em Recife. O motivo foi o de dar maiores informações sobre a Operação Ratatouille, que investiga fraudes no fornecimento de merendas para escolas municipais do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, na gestão do ex-prefeito Vado da Farmácia (2013-2016). Mais de R$ 113 milhões em contratos são investigados por irregularidades [Confira o vídeo abaixo].

Na ocasião, foi revelado a identidade dos envolvidos nos esquemas de crimes licitatórios, desvios de recursos públicos e lavagem de dinheiro. O nome do atual assessor técnico da Secretaria de Urbanismo, Obras e Patrimônio Arquitetônico de Goiana, Osman da Cunha Beltrão Junior, que na época foi secretário executivo de obras públicas do Cabo, também foi citado como alvo da Operação Ratatouille.

A operação foi realizada pela Polícia Civil em conjunto com o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) e Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

Secretaria de Obras - Além de Osman da Cunha, sua esposa, Flávia Linhares, também participa da atual gestão do prefeito licenciado Osvaldo Rabelo Filho (MDB), em Goiana. Ela atua como secretária de Urbanismo, Obras e Patrimônio Arquitetônico de Goiana, sendo chefe do seu marido.

Com informações do TV Ipojuca Online / Blog do Anderson Pereira
 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-