quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Pernambuco: Reeducandos colocam as mãos na massa e pintam sede do Patronato Penitenciário

A atividade integra as aulas práticas do curso de Pintura Predial promovido pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), através do Patronato Penitenciário

Um grupo de 25 reeducandos, que cumpre pena no regime aberto e livramento condicional, iniciou, nessa quarta-feira, 09, a pintura da sede do Patronato Penitenciário, no Bairro de São José. A atividade integra as aulas práticas do curso de Pintura Predial promovido pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), através do Patronato Penitenciário, em parceria com as empresas Ferreira Costa e Tintas Coral. O objetivo do trabalho é qualificar os reeducandos para o retorno ao mercado de trabalho e com isso diminuir a reincidência criminal.

De acordo com o superintendente do Patronato Penitenciário, Josafá Reis, os cursos oferecidos aos reeducandos fazem parte de parcerias com empresas privadas. “Este ano mais de 800 pessoas já foram qualificadas. O nosso setor educacional atende os reeducandos que saem das unidades e se sentem perdidos. A ideia é oferecer a eles uma qualificação para que consigam um meio de subsistência e não voltem a delinquir” explica Josafá. 

Os reeducandos vão pintar salas no térreo do prédio do Patronato Penitenciário, depois o 5º andar, onde funcionam os setores de Acolhimento, o Educacional e o Jurídico; e o 6º, que tem a Gerência Geral do órgão, o Serviço Psicossocial, o de Empregabilidade e de Estatística. Esdras Armando Batista, 25 anos, que passou seis anos cumprindo pena no sistema prisional e hoje está no livramento condicional, se mostra empolgado com a possibilidade de se qualificar para arrumar um novo emprego. “Quero ter uma profissão, principalmente agora que minha esposa está grávida”, revela.

Gean Carla Santiago, cumpre pena no regime aberto e  já conseguiu um ofício. Ela é gari da Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb), mas mesmo assim se dedicou ao curso de Pintura Predial e tem o desejo de atuar na área. “Quero melhorar de vida” garante Gean.

A parte teórica do curso de Pintura Predial foi realizada em maio deste ano. As aulas práticas seguem até esta quinta-feira, 10. Ao todo 300 reeducandos vão participar de cursos em parceria com a Ferreira Costa, Tintas Coral, Sika e Atlas. Este mês ainda serão iniciadas as aulas de Impermeabilização e Pedreiro Geral.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-