domingo, 26 de março de 2017

Polícia: Após discussão, homem é executado e outro fica ferido em churrascaria na PE-062, em Goiana

ATENÇÃO! HAVERÁ A SEGUIR IMAGENS DO LOCAL DA OCORRÊNCIA.
SÃO CENAS FORTES E NÃO DEVEM SER VISTAS E NEM COMPARTILHADAS POR MENORES E PESSOAS SENSÍVEIS
Uma pessoa morreu e outra ficou ferida após uma discussão numa churrascaria, na madrugada deste domingo (26), por volta das 03h40, às margens da Rodovia PE-062, no município de Goiana, na Mata Norte de Pernambuco. O ex-presidiário Ailton do Nascimento Silva, conhecido popularmente por "Pacote", de 38 anos, foi morto com aproximadamente quatro disparos de arma de fogo, às margens da Rodovia PE-062, em frente a feira livre de Flexeiras.

Segundo informações obtidas pelo Blog do Anderson Pereira, um indivíduo ainda não identificado teria discutido minutos antes com a vítima, que estava numa churrascaria, quando retornou de posse de uma arma de fogo, possivelmente um revólver calibre 38, e efetuou vários disparos contra Ailton, vindo a falecer no Hospital Belarmino Côrreia, na cidade.

De acordo com populares, Ailton teria dado um tapa na cara do acusado. O indivíduo saiu do estabelecimento e depois de um tempo, retornou armado e efetuou os disparos. A vítima foi alvejada primeiro no tórax e depois atingida no braço e costas. Os populares afirmaram ainda que o acusado tentou efetuar um quinto disparo na cabeça do "Pacote", mas a munição pinou. Durante os disparos, o dono da churrascaria também foi atingido no braço, mas foi socorrido ao hospital local e passa bem. Dezenas de pessoas que trabalhavam ou visitavam a feira livre de Flexeiras presenciaram o crime.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), no Recife.

Policiais Civis da Equipe de Investigação da 16ª Delegacia de Homicídios de Goiana, sob o comando do delegado Altemar Mamede, investigam o caso.

BlogdoAndersonPereira


ATENÇÃO! HAVERÁ A SEGUIR IMAGENS DO LOCAL DA OCORRÊNCIA.
SÃO CENAS FORTES E NÃO DEVEM SER VISTAS E NEM COMPARTILHADAS POR MENORES E PESSOAS SENSÍVEIS


 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-