sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Obras: Edital do Miniarco sairá até o dia 31 deste mês. Projeto vai beneficiar o escoamento da produção da Jeep, em Goiana

Projeto visa desafogar a BR-101 e vai beneficiar o escoamento da produção da Jeep

Prometido para o fim de outubro, o Miniarco Metropolitano pode ter o lançamento do edital para o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) nos próximos dias. Isso porque esse processo de concorrência, assim como o de recuperação da BR-101, já passou pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) e agora aguarda os ajustes finais para o anúncio do governador Paulo Câmara, que deve ocorrer até o próximo dia 31.

A obra é uma alternativa ao Arco Metropolitano, que foi incluído no Programa de Investimento em Logística (PIL), do Governo Federal, e segue sendo estudado por uma comissão do Ministério dos Transportes. O processo de análise do projeto pernambucano tinha prazo até o último dia 11, mas este foi prorrogado até 31 de janeiro de 2017. O objetivo é construir uma via pedagiada que contorne a Região Metropolitana do Recife e ligue o Polo Automotivo da Jeep, em Goiana, na Zona da Mata Norte, ao Complexo Industrial e Portuário de Suape, no Litoral Sul, para facilitar o escoamento da produção de veículos, fugindo dos congestionamentos constantes na BR-101, em Abreu e Lima.

Devido à demora na execução do projeto pelo Governo Federal, o Estado elaborou o Miniarco, orçado em R$ 160 milhões e que tem 14,4 quilômetros, com início próximo ao Terminal Integrado de Igarassu e término nas proximidades do hospital Miguel Arraes, em Paulista. A execução durará cerca de dois anos.

Já o projeto do Arco Metropolitano tem orçamento de R$ 1,2 bilhão e 77 quilômetros. Caso seja executado, cortará os municípios de Igarassu, Abreu e Lima, Paudalho, São Lourenço da Mata, Moreno, Jaboatão dos Guararapes e Cabo de Santo Agostinho. O início é na BR-101 Norte, perto da Fábrica de Cervejas Nobel, com término no entroncamento da BR-101 Sul, próximo ao hospital Dom Hélder Câmara.

Maior interessada na solução viária, a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) aguarda a definição para intensificar as exportações dos carros produzidos em Goiana e importações de insumos pelo Porto de Suape.

FolhaPE

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-