sexta-feira, 8 de abril de 2016

Manifestação: Trabalhadores da Hemobrás protestam contra atraso salarial em Goiana


Funcionários de uma terceirizada da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás) realizaram um protesto contra o atraso salarial, na manhã desta quinta-feira (07), na entrada da fábrica, no município de Goiana, na Mata Norte de Pernambuco. Segundo os manifestantes, os trabalhadores da Biotec estão sem receber há várias semanas.

De acordo com eles, além do atraso nos salários, aproximadamente 100 funcionários foram demitidos recentemente e ainda não receberam seus direitos trabalhistas. O manifesto durou algumas horas, antes de ser finalizado. Eles afirmaram que realizarão um novo protesto em breve.

Policiais Militares do GATI da 3ª Companhia Independente de Goiana estiveram no local.

3 Comentários:

Anônimo disse...

O protesto foi feito por funcionários da Biotec, empresa responsável pela construção da fábrica da Hemobrás em Goiana. E não por funcionários da Hemo como diz a matéria.

Anônimo disse...

Ficou acertado que a Hemobras responsável pela empresa Consorcio BIOTEC que está construindo o polo Formacoquimico, passar os valores devidos de atraso de salarios e férias de cada funcionário na segunda-feira dia 11-04-16, onde por sua fez o Consorcio BIOTEC irá repassar para os funcionários nesta quarta-feira 13-04-16. Lembrando que o pessoal do ADM está com seus salários atrasados(03 quinzenas se faz no dia quinta-feira) onde o Sr. Gerente do ADM BIOTEC Marcio Silva alega que não, vamos ficar também de olho nisso, pois se precisar voltaremos novamente para frente da Hemobras realizar um novo Protesto.

Anônimo disse...

Isso é um descaso , pais de família ficam sem receber , atrasa escola dos filhos , contas que tem que ser paga , e a biotec prometeu fazer o pagamento nessa quarta feira , vamos aguarda !

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-