quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Investimento: Fiat Chrysler amplia investimento em inteligência automotiva no Brasil e inaugura Centro de Pesquisa e Desenvolvimento


Depois de inaugurar em abril deste ano o Polo Automotivo Jeep em Goiana, na Mata Norte de Pernambuco, a FCA – Fiat Chrysler Automobiles elegeu o Brasil para instalar seu mais novo Centro de Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Engenharia Automotiva. O Centro será instalado em Pernambuco, e a primeira das quatro unidades que integrarão esse complexo de inteligência automotiva foi inaugurada nesta quarta-feira, 2 de dezembro, na cidade do Recife (PE). Trata-se do Centro de Software, dedicado exclusivamente à concepção e ao desenvolvimento de softwares automotivos para controle de motores e transmissões (powertrain). Esta é a primeira unidade da FCA com foco no desenvolvimento de softwares na América Latina.

“Esse Centro será um marco de localização de produção de inteligência automotiva no Brasil, criando novos sistemas e soluções para os automóveis produzidos pela Fiat Chrysler Automobiles em todo o mundo. Pernambuco vai contribuir para o desenvolvimento de nosso grupo na América Latina e, ao mesmo tempo, se torna um centro de classe mundial na área de engenharia automotiva e da mobilidade”, destaca Stefan Ketter, presidente da FCA para a América Latina.

O Centro de Software desenvolverá programas que proporcionarão maior eficiência energética, redução do consumo de combustível e da emissão de gases, além de maior dirigibilidade, aprimorando o desempenho do conjunto motor-transmissão e melhorando a resposta aos comandos executados pelo motorista.

“Nos últimos anos, os veículos têm-se tornado intensivos na utilização de sistemas eletrônicos e digitais. Os carros, cada vez mais, são equipados com centrais de controle de comando, que controlam o fluxo de combustível, a taxa de transmissão, a taxa de combustão e a emissão de gases, determinam o consumo, controlam o desempenho e a rapidez com que o veículo responde aos comandos do motorista. Cada uma dessas funções é executada por softwares complexos, cujo desenvolvimento se torna um elemento chave no desenvolvimento dos produtos da indústria. Daí decorre a relevância do Centro de Software que estamos inaugurando. É o primeiro centro com essa especialização que instalamos na América Latina”, destaca Egon Daxbacher, Gerente de Implantação do Centro de Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Engenharia Automotiva da FCA em Pernambuco.

A implantação do Polo Automotivo Jeep em Goiana, com capacidade para a produção de 250 mil veículos por ano e empregando mais de 7 mil trabalhadores, predominantemente mão de obra de Pernambuco e do Nordeste, teve grande impacto sobre o processo de reindustrialização e de geração de empregos na região. A implantação do Centro de Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Engenharia Automotiva terá impacto positivo similar, ao interagir com instituições de ensino e de pesquisa de Pernambuco e do Nordeste e estimular a formação de mão de obra especializada na região, para atender à demanda de consolidação de um centro de inteligência automotiva.

Da concepção ao ensaio

No centro inaugurado, o processo de desenvolvimento de software automotivo começa com a equipe de Desenvolvimento de Requerimentos, que consolida em um documento técnico todas as necessidades do que precisam ser desenvolvidas. É nessa etapa inicial que são coletadas informações sobre características do motor e do veículo, qualidade e segurança veicular para a criação do software, com as especificações das funções que precisam ser gerenciadas por ele. “Nessa fase, traduzimos o que queremos em termos de software, garantindo que o projeto que segue para a etapa seguinte esteja exatamente de acordo com o que foi requisitado pela empresa”, explica o pernambucano Saulo Barreto, engenheiro de desenvolvimento de produto do Centro de Software.

Uma vez definidos os requerimentos do projeto, é o momento de a equipe de Desenvolvimento de Lógica de Controle e Software entrar em ação. Após analisar os dados, o time liderado pelo indiano Vivek Venkatachalam desenvolve a lógica de controle para satisfazer os requisitos apresentados na etapa inicial, utilizando a linguagem de programação para criar um código de computador. "Nosso time implementa a lógica de controle que vai ser aplicada no software que será embarcado no veículo. E o objetivo é que o software produzido na região da América Latina funcione em escala global. Por isso, realizamos o monitoramento diário para que a entrega do software seja realizada com qualidade, sem falhas e sem atrasos”, explica Vivek, um jovem mestre em Engenharia de Sistemas de Controle.

A etapa final do processo de desenvolvimento de software é a Validação. Nessa fase, é realizado um conjunto de testes em ambientes virtual e real para garantir a qualidade do produto. O código de computador é, então, embarcado em uma central eletrônica, que é conectada ao Hardware-in-the-loop. “Este é um equipamento de alta precisão e resolução que simula o sistema que vai ser controlado (o motor ou a transmissão) e permite a repetição dos ciclos de testes, mostrando como o software está se comportando em determinadas situações. Em seguida, essa central é embarcada em um ambiente real, ou seja, no veículo, para a realização de testes adicionais e a certificação final da qualidade”, conta Marcus Scarpelli, supervisor do Centro de Software.

“Os testes vão comprovar se o projeto dos engenheiros de Desenvolvimento está de acordo com o que foi definido pela engenharia de Requerimentos, primeira fase do circuito”, comenta Thiago Teixeira Seixas, 30 anos, natural do Recife. Ele é técnico em Eletrônica, graduado em Engenharia Mecatrônica e cursa mestrado em Engenharia de Sistemas na Universidade de Pernambuco (UPE). Em 2007, Thiago foi campeão nacional do Imagine Cup, com um projeto educacional voltado para os deficientes visuais. Dentre os 97 países que participaram do evento, apenas oito foram escolhidos para serem apresentados para Bill Gates. Thiago representou o Brasil no evento.

Como ele, outros promissores profissionais se juntaram ao Centro de Engenharia. “O sonho de quem se forma em Engenharia no Brasil é trabalhar com desenvolvimento de inovações, e a FCA está permitindo que isso aconteça aqui no país, em Pernambuco”, afirma Gabriela Ribeiro Vieira, 29 anos, engenheira elétrica natural de São Paulo.

Outra importante característica do centro é sua conexão com unidades similares no exterior. “O grande diferencial do Centro de Desenvolvimento de Software é que ele nasceu global. Ele foi desenhado para atender as necessidades do mercado latino-americano, a partir de uma perspectiva integrada e global de desenvolvimento. Desde sua concepção, houve uma preocupação de que ele pudesse ser um centro de produção e referência global, que produza não só para a América Latina, mas para o mundo, para motores de transmissões que vão equipar carros em qualquer uma das regiões da FCA no mundo. Esse é um diferencial fortíssimo. O segundo diferencial é que ele nasce com uma diversidade cultural que estimula a criatividade e uma visão global. Nós estamos trabalhando com mineiros, paulistas, paraenses, paraibanos, indianos, italianos, norte-americanos e, claro, sobretudo, pernambucanos”, destaca Egon Daxbacher.

Empregos de qualidade

O Centro de Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Engenharia Automotiva da FCA em Pernambuco vai gerar aproximadamente 500 empregos nos próximos anos. Destes, já foram contratados 210 profissionais. Apenas no Centro de Software, são 63 estações de trabalho, ocupadas atualmente por 27 profissionais, em sua maioria engenheiros.

Júlio Ferraz é um deles. O engenheiro pernambucano trabalha no desenvolvimento de softwares presentes nos sistemas embarcados, que controlam as funções mecânicas do automóvel. Formado em Engenharia da Computação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), ele destaca a integração e a troca de conhecimentos e experiências com outros polos globais de inteligência automotiva como um dos principais diferenciais de se trabalhar no Centro de Software. "O que mais me motiva é a sensação de fazer parte de algo global e de contribuir para o desenvolvimento de inovações e soluções que vão estar presentes em carros não apenas no Brasil, mas no mundo todo. E a experiência de se comunicar com pessoas de outros países e com know-how distintos é muito desafiante e enriquecedora”, destaca.

Um projeto arquitetônico descontraído e inspirador

Localizado na Rua do Apolo, em pleno Porto Digital, no Bairro do Recife, o Centro de Software ocupa um imóvel que já abrigou um armazém de açúcar a ser exportado pelo Porto do Recife e foi restaurado para receber os novos ocupantes, que representam um novo ciclo econômico para Pernambuco e um avanço da economia criativa no Brasil. Jardins verticais, bicicletário e um espaço multiuso, no qual os profissionais podem realizar desde pequenas reuniões e encontros até atividades de interação e convivência, compõem o design inovador do prédio, que recebeu um projeto arquitetônico descontraído, inspirado nos centros mundiais de inteligência e inovação, valorizando a liberdade e integração entre as pessoas, com ganho de eficiência e produtividade nos processos. Essa configuração com escritórios abertos e interação entre as estações de trabalho proporciona um ambiente atraente e acolhedor, que oferece bem-estar e conforto para os seus profissionais se dedicarem à busca de inovações e soluções.

As áreas de trabalho estão distribuídas em três pavimentos e ocupam uma área total de mil metros quadrados. A restauração trouxe modernidade à estrutura rústica original do imóvel, sem contudo afetar suas características de patrimônio tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), sendo realizada em duas etapas. A primeira durou aproximadamente dois anos e consistiu na restauração estrutural do edifício, incluindo instalações hidráulicas e elétricas. Já a segunda fase teve duração de seis meses e abrangeu desde a adequação do local às necessidades da FCA, como adaptação elétrica para receber os equipamentos e a rede de dados, até a ambientação e decoração.

Quatro áreas de inteligência automotiva

Além do Centro de Software, o Centro de Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Engenharia Automotiva da FCA em Pernambuco é formado por três outras unidades de igual importância: Projetos, Centro de Testes Veiculares e Campo de Provas.

Projetos – É a unidade responsável pela concepção e elaboração dos desenhos dos componentes, motores e transmissões através de operações computadorizadas.

Centro de Testes Veiculares – É o local onde os veículos destinados ao desenvolvimento (veículos não comerciais) e os protótipos, já com os componentes e softwares desenvolvidos previamente no Centro de Software e de Projetos, são testados, passando por testes de tráfego nas ruas, análises de materiais e de sistemas nas oficinas, bem como ensaios nos laboratórios.

Campo de Provas - Localizado no perímetro do Polo Automotivo Jeep em Goiana, o Campo de Provas será formado por um conjunto de pistas e laboratórios a céu aberto que permitirão o aprimoramento e a garantia do desempenho dos veículos da FCA ainda na fase de desenvolvimento. Por meio de tecnologias inovadoras, o Campo vai contribuir para o processo de desenvolvimento de novos produtos em menor tempo e com maior precisão e resguardando o sigilo. Além disso, vai possibilitar diversas simulações de condições às quais os veículos podem ser submetidos, avaliando itens como consumo de combustível, desempenho na frenagem e dinâmica veicular. A construção dessa unidade do Centro de Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Engenharia Automotiva da FCA já começou.

Parcerias para desenvolver talentos

A implantação do Centro de Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Engenharia Automotiva da FCA em Pernambuco significa uma grande oportunidade de expansão do mercado de trabalho e de formação de profissionais com alta capacitação. Entre eles, engenheiros mecânicos, eletroeletrônicos, metalúrgicos, químicos e de produção, além de engenheiros de software, mecânicos e pilotos de testes. “A transformação ocasionada pelo Centro produz um impacto mais profundo porque ela não ocorre simplesmente por meio de uma atividade econômica qualquer, mas naquela baseada na indústria do conhecimento. É uma indústria que demanda e estimula a formação universitária, pós-graduação, escola de idiomas, escolas de aperfeiçoamento de gestão de projetos, informática, ou seja, muda-se o eixo com o qual se sustenta a atividade econômica”, destaca Egon Daxbacher, Gerente de Implantação do Centro de Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Engenharia Automotiva da FCA em Pernambuco.

Para formar e qualificar esses profissionais, foram estabelecidas parcerias com oito instituições de ensino de Pernambuco e da Paraíba, responsáveis por oferecer cursos específicos, adaptar seus currículos, desenvolver projetos e linhas de pesquisa e capacitação: Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Universidade de Pernambuco (UPE), Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI-PE) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL-PE). Entre os cursos oferecidos, estão a Pós-graduação em Engenharia Automotiva na UFPE, cujo objetivo é especializar os engenheiros na parte de estruturas, motores e processo produtivo de automóveis, e a Especialização em Eficiência Energética Automotiva na UFPB, voltada para o aprendizado de inovações tecnológicas existentes no mercado automotivo, desde os principais pontos do processo de desenvolvimento de um veículo até os fatores determinantes para uma maior eficiência energética de um automóvel.

Em parceria com o C.E.S.A.R - Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife, a FCA realizou, de julho a setembro de 2015, um Programa de Residência para engenheiros interessados em atuarem no Centro de Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Engenharia Automotiva em Pernambuco. Ao todo, 38 jovens talentos participaram desse programa direcionado para a concepção de novas tecnologias em componentes, motores e transmissões. Divididos em duas turmas, uma focada no desenvolvimento em sistemas embarcados para a área automotiva e outra no desenvolvimento em powertrain, os residentes foram treinados com aulas e atividades práticas centradas em problemas reais da FCA. Cerca de 70% deles foram contratados para trabalhar no Centro de Software.

Ao instalar o Centro de Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Engenharia Automotiva da FCA em Pernambuco, onde se encontra o Polo Automotivo Jeep, o grupo fecha o ciclo industrial completo, tornando-se capaz de projetar, desenvolver, testar e produzir automóveis. “O Brasil já atraiu muitas fábricas, mas trazer um centro de inovação como esse é algo muito maior. E Pernambuco definitivamente tem condições de abrigá-lo, o que vai fazer muito bem para o crescimento do Estado. O Centro de Engenharia olha para o século XXI, olha para o futuro”, ressalta a economista e socióloga Tânia Bacelar. Pernambuco entra, assim, no círculo de vanguarda, em que a cultura tipicamente industrial da produção automobilística avança também para o campo da economia criativa.

O Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em números
- R$ 140 milhões em investimentos 
- Contratação de até 500 profissionais (engenheiros e técnicos) nos próximos anos
- 210 profissionais trabalhando atualmente
- Parceria com oito instituições de ensino de Pernambuco e da Paraíba
- Programa de Residência com o C.E.S.A.R com 38 participantes
- 6.000 m2 de oficinas e laboratórios
- 3.000 m2 de escritórios (sendo 1.000 m2 do Centro de Software)
- 7 estações de simulação avançada (Hardware-in-the-loop).

A importância do Centro para Pernambuco e o Brasil
“O início da operação do Centro de Software do Centro de Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Engenharia Automotiva do Grupo Fiat Chrysler representa mais um passo para consolidar o polo instalado no nosso Estado e coloca Pernambuco como um dos principais polos de geração de tecnologia do setor automotivo mundial. É também uma clara demonstração de confiança dos investidores no nosso modelo de gestão, implantado em Pernambuco, de responsabilidade e transparência, de cumprir os compromissos firmados. Tenho certeza que a inauguração desse Centro de Pesquisa e Desenvolvimento abre um amplo mercado para a geração de renda e, principalmente, de empregos altamente qualificados para os nossos profissionais. A indústria do conhecimento e da inovação é a indústria do século 21”.
- Paulo Câmara, Governador de Pernambuco
"A inauguração do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Fiat Chrysler no Recife marca um grande conquista da nossa cidade, porque é um centro de pesquisa de vanguarda global. Só existem outros três desses no mundo. Ali, teremos aquilo que representa o futuro da economia do Recife, com atividades ligadas à alta tecnologia e inovação. É muito importante isso chegar ao Recife, é uma empresa desse porte que vai fazer seus estudos de ponta na nossa cidade e vai gerar muitas oportunidades para os trabalhadores do Recife."
- Geraldo Julio, Prefeito do Recife
"Investir na inteligência automotiva sinaliza uma adequação aos novos objetivos da indústria de automóveis, que está mudando o centro de gravidade do seu desenvolvimento. Estabelecer um centro como esse no Brasil demonstra o interesse da FCA em desenvolver soluções que serão aplicadas no mundo todo e é uma iniciativa fundamental para colocar o País em destaque no mapa global de desenvolvimento de veículos." 
- Marcelo Massarani, professor e coordenador do curso de mestrado profissional em Engenharia Automotiva da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli – USP).

Assessoria


































































0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-