terça-feira, 25 de agosto de 2015

Polícia: Exames de DNA confirmam que preso na Paraíba estuprou duas mulheres em Goiana

Informação do resultado foi confirmada, nesta segunda-feira (24), pelo delegado da Polícia Civil de Pernambuco, que investiga o caso, Herbert Martins

Exames de DNA comprovaram a presença de material genético de Ivar Pedro da Silva, de 43 anos, nas duas mulheres que foram sequestradas em João Pessoa e estupradas em um canavial no município de Goiana, na Mata Norte de Pernambuco. Uma das vítimas morreu. O crime iniciou na noite do dia 20 de junho, no bairro dos Bancários, em João Pessoa, e finalizou em 21 de julho num canavial em Goiana. A mulher, de 31 anos, que sobreviveu a tortura, recebeu alta médica e o local está sendo mantido em sigilo pelas autoridades policiais. Os acusados estão presos.

A informação do resultado foi confirmada, nesta segunda-feira (24), pelo delegado da Polícia Civil de Pernambuco, que investiga o caso, Herbert Martins. Segundo a polícia, foram detectadas a presença de sêmen nas vítimas. “A confiabilidade é quase de 100%. Recebi nesse fim de semana o resultado emitido pelo Instituto de Polícia Científica de Pernambuco (IPC-PE). O laudo mostrou a presença do material genético do Ivar nas duas mulheres. Infelizmente, uma delas morreu, mas a outra sobreviveu e está em bem, juntamente com o filho dela, que havia sido jogado na mata”, falou.

A partir do resultado da prova técnica, o delegado informou que o inquérito será encerrado ainda nesta semana e remetido à Justiça pernambucana. “Ainda nesta semana estarei indo pessoalmente a Vara Criminal de Goiana para entregar o processo. Ivar será denunciado por homicídio consumado e dupla tentativa de homicídio. Já Leonardo José da Silva vai responder por roubo qualificado”, revelou o delegado.
William falou que o resultado do DNA confirmou o depoimento de Leonardo José no ato da prisão. “O ‘mago Léo’ disse que não teria participado do estupro nem do homicídio. O DNA apenas comprovou que ele não participou do estupro, mas ele teve participação no crime”, lembrou o policial.

Ivar Pedro e Leonardo José foram presos dias depois do crime após um processo de investigação das Polícias Civil da Paraíba e de Pernambuco. A dupla está presa na Penitenciária de Segurança Máxima Doutor Romeu Gonçalves de Abrantes, o PB-1, em Jacarapé, na Zona Sul de João Pessoa.

Transferência

Os advogados de defesa de Ivar Pedro protocolaram no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) o pedido de transferência dele para unidades prisionais de Pernambuco. “Recebi essa informação da possível transferência para Pernambuco. Como o crime ocorreu aqui em PE, acredito que os advogados queiram que ele seja transferido para ficar mais próximo da família, que é de Itambé-PE. Mas, vou pedir a manutenção da prisão preventiva de Ivar”, disse o delegado Herbert Martins.
Crime

De acordo com a Polícia Civil, as duas mulheres e o bebê - de apenas 09 meses - de uma delas foram sequestrados por dois homens, na frente de uma casa no bairro dos Bancários, em João Pessoa. As vítimas foram abordadas e conduzidas no carro de uma delas, um Fiat Siena, até a zona rural da cidade de Goiana, na fronteira com a Paraíba.

Segundo oficiais da 3ª Companhia de Polícia Militar de Goiana e do 2º Batalhão da PM de Nazaré da Mata, que atuam na região, as mulheres foram conduzidas a um canavial às margens da rodovia BR-101, próximo à fábrica da Jeep, onde foram estupradas. Após o abuso sexual, as mulheres foram amarradas e passaram com o carro por cima das duas, causando a morte de uma delas. As vítimas foram encontradas por vigilantes da Usina Santa Tereza.

Fonte: PortalCorreio

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-