terça-feira, 30 de junho de 2015

Polícia: Acusados de estupro e sequestro de paraibanas são presos

Jovens estão recolhidos na Central de Polícia Civil de João Pessoa e serão apresentados à imprensa nesta quarta (1)

A Polícia Civil da Paraíba apresenta nesta quarta-feira (1) os dois jovens suspeitos de sequestrar, atropelar e estuprar duas mulheres. Os envolvidos foram presos em João Pessoa e em uma cidade de Pernambuco. Uma das vítimas morreu. O crime começou no sábado (20), na Capital paraibana e encerrado no domingo (21).

Os jovens estão recolhidos na Central de Polícia Civil de João Pessoa. Nesta terça (29), uma equipe do Instituto de Polícia Científica (IPC) da Paraíba colheu material genético dos suspeitos para confrontar com o das vítimas. Os delegados paraibanos responsáveis pelas investigações não quiseram detalhar a prisão da dupla.

Segundo o perfil do instagram do jornalista Emerson Machado, um dos acusados do bárbaro crime, seria filho de um pastor de uma igreja evangélica no bairro dos Bancários, em João Pessoa.
A paraibana de 31 anos, que sobreviveu às torturas, teve perda de memória. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (29) pelo delegado da Polícia Civil de PE, Hebert Martins, que investiga o caso. A mulher segue internada na UTI de um hospital particular em Recife-PE e não há previsão de alta médica. A jovem está recuperando a memória de forma gradual. O bebê da sobrevivente passa bem.

De acordo com a Polícia Civil da Paraíba, as duas mulheres e o bebê de uma delas foram sequestrados por homens que ainda não haviam sido identificados. As vítimas foram abordadas e conduzidas no carro de uma delas, um Fiat Siena, até a Zona Rural da cidade de Goiana, na Zona da Mata do estado de Pernambuco, a 62 km de Recife, na fronteira com a Paraíba. “Os dois jovens estavam em uma motocicleta. Um deles foi no carro e outro na moto. Quando chegaram no canavial em Goiana cometeram o crime”, falou Walter Brandão.

Segundo oficiais da 3ª Companhia de Polícia Militar de Goiana e do 2º Batalhão da PM de Nazaré da Mata, que atuam na região, as mulheres foram conduzidas a um canavial às margens da rodovia BR-101, próximo à fábrica da Jeep, onde foram e estupradas. Após o abuso sexual, os bandidos amarraram as mulheres e passaram com o carro por cima das duas, causando a morte de uma delas.

Com informações do PortalCorreio

3 Comentários:

alvaro brendo disse...

A casa caiu otário!
Que pena que em nosso pais não tem pena de morte.

WWW.MESTRESABE.COM disse...

Estupro e consentimento explicados em 7 ilustrações

VEJA http://www.mestresabe.com/2015/07/estupro-e-consentimento-explicados-em-7.html

Anônimo disse...

Dizem que toda a família desse que é filho de pastor é errada. O povo de Pedra de Fogo sabe do mau comportamento deles.

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-