segunda-feira, 13 de julho de 2020

História: IHAGGO celebra 150 anos de história e cultura no município de Goiana

Instituto Histórico, Arqueológico e Geográfico de Goiana comemora, em 2020, seu sesquicentenário com uma série de atividades. Nesta terça-feira (14), por exemplo, haverá uma live no canal do Youtube da instituição sobre seu sesquicentenário

Fundado no dia 8 de setembro de 1870, ainda na época do Brasil Imperial, o Instituto Histórico, Arqueológico e Geográfico de Goiana (IHAGGO) dá início a uma série de atividades para celebrar seus 150 anos de história. A proposta é destacar a força cultural de Goiana e proporcionar, em tempos de pós-modernidade e pandemia, que os goianenses possam se reunir para comemorar sua biografia. Dentre uma série de outras ações previstas ainda para este ano, nesta terça-feira (14), às 20h, haverá uma live no canal do IHAGGO no Youtube com o presidente do órgão Harlan Gadelha, instituto, e Valéria Paiva (sócio efetiva) Na conversa, eles falarão sobre o sesquicentenário do Instituto e detalhes da programação comemorativa.

O IHAGGO foi o quarto instituto histórico criado no Brasil, o segundo em Pernambuco, e é considerado o primeiro a nível municipal do País. “Estávamos no Império, dezenove anos antes da Proclamação da República. Goiana era o maior centro comercial da Província, depois do Recife”, conta Harlan Gadelha, presidente do IHAGGO desde 2015, e no seu terceiro mandato biênio. A última eleição foi em 2019.
Algumas de suas principais ações foram a restauração da sede, a Casa de Aldemar Tavares, atualizando às novas regras do Código Civil Brasileiro, em 2015. “E ampliamos o nome acompanhando os outros institutos adicionando Arqueologia e Geografia no nosso campo de atuação”, explica Harlan (antes, o órgão se chamada Instituto Histórico de Goiana). A sede também está em processo de tombamento, iniciado em 2019 pelo Conselho de Preservação do Patrimônio Histórico de Pernambuco e em análise pela Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE) e Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe).

Durante a pandemia do Covid-19, os sócios efetivos do IHAGGO se reuniram semanalmente pela internet. Ainda em março deste ano, criaram uma comissão organizadora para planejar as comemorações dos 150 anos da instituição.
 Reprodução/Internet

A sede do IHAGGO, conhecida como Casa Adelmar Tavares, fica localizada na Rua Aldemar Tavares – Centro, Goiana-PE

“Foi por meio desses encontros que definimos a nossa Medalha Condecorativa dos 150 anos do IHAGGO, que será entregue a algumas instituições de Goiana que possuem mais de cem anos. Alguns exemplos são a Maçonaria, a Paróquia de Nossa Senhora do Rosário e as Bandas Musicais, a Saboeira e a Curica, que são, essas duas últimas, Patrimônios Vivos de Pernambuco”, detalha o presidente do instituto.
Jan Ribeiro/Fundarpe/Secult-PEJan Ribeiro/Fundarpe/Secult-PE

Sociedade 12 de Outubro (Banda Saboeira)
Banda Saboeira, de Goiana, é a segunda mais antiga do Brasil em atividades, com 169 anos ininterruptos de história

“Fizemos também uma nova logomarca, confeccionada pelo Mestre Edilson, artesão de Goiana, uma nova bandeira, e estamos definindo o hino do instituto. Além disso, mantemos a data da Sessão Magna como a mesma data da sessão realizada em 1870, que é 29 de agosto”, completa Harlan.
Jan Ribeiro/Secult-PEJan Ribeiro/Secult-PE

A Banda Musical Curica é outro grupo centenário de Goiana que deve ser agraciada com a Medalha Condecorativa do IHAGGO

Mestre Edilson é sócio beneficente do IHAGGO e desenvolve seus trabalhos profissionalmente ao longo de mais de 20 anos. Já expos em feiras, museus e salões de arte pelo Brasil, mostrando seu trabalho como xilógrafo, ceramista, ilustrador, produtor cultural, restaurador de bens e historiador. É também presidente da Associação dos Artesãos de Goiana, e aplaudido por suas obras apresentarem um novo traço artístico provocando releituras de sua arte figurativa. Segundo Harlan Gadelha, sua escolha para a confecção da nova logomarca do IHAGGO foi feita por unanimidade entre os sócios da instituição.

Ainda de acordo com o presidente do instituto, este ano também será lançada uma revista física e eletrônica com depoimentos de institutos históricos de Pernambuco, do Nordeste e também de âmbito nacional.

Mestre Edilson é xilógrafo, ceramista, ilustrador, produtor cultural, restaurador de bens e historiador. É também presidente da Associação dos Artesãos de Goiana, e aplaudido por suas obras apresentarem um novo traço artístico provocando releituras de sua arte figurativa.
Reprodução/Internet

Outro detalhe é que os goianenses já se preparam para comemorar o bicentenário da instalação da Junta Governativa de Goiana, fundada contra o governo da Província de Pernambuco em 1821. “A ideia é que possamos seguir com ações comemorativas aos 150 anos do IHAGGO, e, em seguida, já começaremos a celebrar os 200 anos da Junta Governativa, outro marco da nossa cidade”, pontua o presidente do instituto.

Serviço:
Live sobre os 150 anos do Instituto Histórico, Arqueológico e Geográfico de Goiana
Terça-feira (14), 20h
Gratuito.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-