sexta-feira, 9 de março de 2018

Exposição: Museu Itinerante percorre escolas da Rede Pública Estadual de Goiana e Limoeiro


Exposição sobre a história de Pernambuco contempla as escolas Erem Augusto Gondim, em Goiana, e a Escola Estadual Ginásio de Limoeiro, em Limoeiro.

Com o objetivo de difundir a arte e a história de Pernambuco, o projeto Um Museu Itinerante, apoiado pelo FUNCULTURA, está em sua segunda edição levando cultura para as escolas da Rede Pública Estadual. Os estudantes poderão conhecer um pouco do rico acervo da coleção de obras do Museu do Estado de Pernambuco - MEPE, por meio de reproduções fotográficas das principais obras presentes no Museu, além de vídeo.

Até esta sexta-feira (09), o projeto ficará na Escola de Referência em Ensino Médio (Erem) Augusto Gondim, na cidade de Goiana. Além dos estudantes da unidade de ensino, passarão pela exposição estudantes das escolas estaduais Benígno Pessoa de Araújo, André Vidal de Negreiros, Coronel José Pinto de Abreu, Dr. João Alfredo e a Escola Técnica Estadual de Goiana.

Os estudantes da Erem Augusto Gondim Diogo Júnior, 15 anos, e Rodrigo Menezes, 18 anos, aprovaram a iniciativa. “Achei excelente essa exposição. Um momento de muito conhecimento, onde pude mudar minha ideia de que museu é um local estático. Conheci mais sobre a vida de Vidal de Negreiros e sobre a Batalha dos Guararapes, por exemplo”, explicou Diogo. Para Rodrigo, que este ano se prepara para o Enem, as informações serão importantes. “É uma oportunidade de aprofundar os conhecimentos. Achei a exposição excelente, muito interessante”.

As próximas paradas do Museu Itinerante serão nas cidades de Caruaru e Limoeiro. Em Limoeiro, a exposição acontece na Escola Estadual Ginásio de Limoeiro Arthur Correia de Oliveira, no período de 13 a 15 de março. Em Caruaru, o projeto recebe o público no período de 20 de março a 01 de abril, Museu Memorial de Caruaru. O encerramento do projeto acontece no próprio Museu do Estado, em Recife, de 04 a 15 de abril.

Durante a passagem da exposição nas três cidades, o público poderá conhecer um pouco mais da história do Estado, sua memória e arte, além das relações através do tempo com outras culturas. O produtor cultural e coordenador do projeto, Otavio Falcão, explica a importância do trabalho em outras cidades do Estado. “O Museu Itinerante é um importante instrumento de acesso ao público que está mais distante do Recife. Nosso objetivo é dar oportunidade a todos de conhecer nossa história, através do rico acervo do Museu do Estado, de forma didática e dinâmica”, explicou.
  
O material da exposição é composto por reproduções fotográficas de peças do acervo físico do MEPE, além de apresentação em vídeo com o histórico do MEPE e suas coleções e a produção de um catálogo e cartilha (exemplares também em braile) para auxiliar professores no trabalho de arte educação.

A primeira edição do projeto “Um Museu Itinerante” ocorreu em 2009, também incentivado pelo FUNCULTURA, onde percorreu seis municípios (Surubim, Gravatá, Caruaru, Jaboatão do Guararapes, Igarassu e Recife), contemplando cerca de 10 mil visitantes, realizando capacitação dos professores e extensão do trabalho educativo nas escolas estaduais.

ACERVO – Atualmente, a coleção do Museu do Estado de Pernambuco – MEPE, considerada um referencial para a arte e a história pernambucana, é composta por mais de 15 mil peças, divididas nas seguintes coleções: Carlos Estevão de Oliveira (arqueologia, arte indígena e etnográfica), Liceu de Artes e Ofícios (mobiliário estilo pernambucano), Brás Ribeiro (arte decorativa), Lívio Xavier (ex-votos), Afro-brasileira, Iconografia pernambucana e a de pinturas e desenhos enriquecida através dos Salões de Arte de Pernambuco.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-