quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Goiana: Operários da construção da Fiat paralisam obras. Greve é por tempo indeterminado

Cerca de mil operários da construção civil das obras da fábrica da Fiat, em Goiana, Zona da Mata Norte, paralisaram as obras da montadora, na manhã de hoje (25). Eles reivindicam melhorias nas condições de trabalho. Os trabalhadores estariam insatisfeitos com a Construcap – empresa responsável pela construção da montadora – e demais terceirizadas. Eles alegam não ter nenhum benefício, além do descaso do sindicato responsável pela categoria, o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil - Marreta.

Além disso, os trabalhadores reivindicam benefícios como folga de pagamento, plano de saúde, equiparação salarial, cesta básica e o PRL (Participação nos Lucros e Resultados). Ainda segundo os trabalhadores, apenas alguns funcionários recebem estes benefícios.

Segundo o coordenador do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplanagem no Estado de Pernambuco (Sintepav-PE), Felipe da Silva, que esteve a frente das negociações, o fim da paralisação vai depender do acordo que for firmado em assembleia, que foi realizada na tarde de hoje (25), com a Construcap. Máquinas e caminhões ficaram paradas no canteiro.






 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-