sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Tragédia: Três pessoas da mesma família morrem eletrocutadas ao estender roupas no varal

Segundo a polícia, uma mulher estava estendendo roupa no varal quando encostou em um fio energizado. Ela, uma adolescente e uma criança morreram.

Três pessoas da mesma família morreram eletrocutadas na manhã desta quinta-feira (5), na cidade de Cajueiro, Zona da Mata de Alagoas. Um bebê de 3 meses ficou ferido.

O caso ocorreu por volta de 8h, na Rua Nadja Maria Couto, no centro do município. Morreram a mãe, Sileda Maximiano da Silva, de 51 anos; a filha Maria Jordana Maximiano da Silva, 17; e o neto Flávio Arthur Henrique da Silva, 3. A bebê que sobreviveu foi identificada como Maria Cecília.

O capitão Anderson, da Polícia Militar, disse que foi informado de que uma mulher estava estendendo roupa em um varal de arame quando encostou em um fio que estava ligado a eletricidade.

“A informação que recebi dos policiais que estão no local é que a mulher ficou agarrada e os outros integrantes da mesma família tentaram socorrê-la. O que apuramos é que a ligação onde a mulher encostou era clandestina”, disse.
Fábio da Silva é cunhado de Sileda e precisou amparar o irmão, que não aguentou a tragédia. "Meu irmão passou mal quando viu", disse.

Bastante abalado, o marido de Jordana disse que a bebê teve queimadura na mão e escoriações, mas que já recebeu alta médica. "Nem consigo pensar nesse momento", lamentou Anderson Dario.

À reportagem do G1, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Corpo de Bombeiros disseram que não foram acionados para a ocorrência.

Peritos do Instituto de Criminalística (IC) farão a análise do local e os corpos serão recolhidos, posteriormente, ao Instituto Médico Legal (IML). Militares da 4º Companhia Independente (4º Cia) foram acionados para a ocorrência.

Um inquérito será aberto para investigar o que realmente aconteceu. O chefe de operações da Delegacia de Cajueiro, Edilson Ferreira, afirmou que "o arame que servia para estender roupa estava em contato com o fio que energiza uma lâmpada. Com o tempo, o fio desencapou e energizou o arame. Vai ser aberto um inquérito com as investigações e encaminhar a Justiça".
 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-