sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Polícia: Operação Goiana Pela Paz prende acusado de crime contra sobrinho de ex-desembargador em Goiana

Polícias Civil e Militar de Pernambuco e da Paraíba deflagaram operação nesta sexta para cumprir mandados contra homicidas e traficantes

Sessenta policiais das Polícias Civil e Militar dos estados de Pernambuco e Paraíba, sob a coordenação do delegado Thiago Uchoa, estiveram, durante todo o dia, realizando a Operação Goiana pela Paz, iniciada na manhã desta sexta (13). A operação, que contou com o apoio do Grupo Tático Aéreo da Secretaria de Defesa Social (SDS), teve como objetivo cumprir mandados de prisão contra homicidas e traficantes que atuam na região. Até o momento, duas pessoas foram presas.

"A operação foi iniciada com o objetivo de fornecer tranquilidade a população da região da praia de Goiana, fornecer presença de polícia a região, realizar levantamentos estratégicos da área, cumprir mandados de prisão de homicidas e traficantes que estão atuando na região", declarou o delegado Thiago Uchoa ao Blog do Anderson Pereira.

Um dos criminosos presos foi Ronaldo Pereira de Souza, vulgo "Paco Sujo" (foto do lado direito), acusado de envolvimento na morte de Caio Henrique Xavier, 19, sobrinho do ex-desembargador de Justiça de Pernambuco, Nildo Nery. Caio passou quase um mês desaparecido e o corpo foi encontrado em 1º de abril deste ano, enterrado no distrito de Tejucupapo, em Goiana.

Também preso durante a operação, Raniere Xavier da Silva, envolvido com tráfico de drogas e homicídio. Com ele a polícia encontrou uma arma de fogo.

Participaram da ação delegados, agentes e escrivães da 11ª Delegacia Seccional, equipe Malhas da Lei PC, 16ª Delegacia de Homicídios e 44ª Delegacia de Goiana e Policiais Militares do BOPE, GATI, BPRV e equipe Malhas da Lei da 3ª Companhia Independente de Goiana.

Com informações da FolhaPE / Blog do Anderson Pereira

Raniere Xavier da Silva

Ronaldo Pereira de Souza, vulgo "Paco Sujo"
 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-