sexta-feira, 28 de julho de 2017

Paraíba: Polícia Civil indicia radialista e um agricultor por danificar estrutura de ponte durante protesto em Caaporã

A Polícia Civil da Paraíba, através da Delegacia de Caaporã, indiciou dois homens por dano ao patrimônio público depois de terem sido flagrados danificado a estrutura de uma ponte no distrito de Cupissura, em Caaporã, no Litoral Sul da Paraíba. A ponte fica numa rodovia de responsabilidade do Governo do Estado.

De acordo com o delegado Braz Morroni, titular da Delegacia de Caaporã, o protesto aconteceu na segunda-feira (24) onde os moradores cobravam das autoridades uma ponte mais estruturada porque quando chove o local fica intransitável, deixando a população do distrito ilhada.

O que chamou atenção foram os atos de vandalismo de alguns participantes do protesto, um deles de posse de uma marreta começou a quebrar e destruir a ponte. Outros moradores que foram contra ao protesto acionaram a Polícia Militar que esteve no local e conduziu o suspeito à delegacia de Caaporã, onde foi ouvido pelo delegado e indiciado.

“Os vídeos foram claros e mostram o dano ao patrimônio público. Indiciei Pedro José por ter sido pego em flagrante pela PM. Foi arbitrada fiança de um salário mínino, mas como não houve o pagamento, ele foi levado para a cadeia pública de Alhandra. O outro indiciado foi o radialista conhecido como ‘Luciano Broncador’. Ele apareceu no vídeo com uma marreta e ficou comprado o ato dele. Temos provas materiais. Por causa disso, além de responder pelo dano ao patrimônio também foi indicado por apologia ao crime já que é um comunicador. Os dois vão responder pelos crimes na Justiça”, explicou o delegado Braz Morroni.

Segundo o delegado, o locutor compareceu à delegacia acompanhado de uma advogada depois ter sido intimado para ser interrogado, já como indiciado.

Em um vídeo nas redes sociais, o radialista disse que não teve a intenção de danificar a estrutura da ponte e foi um momento de fúria que teve para defender aos apelos do povo. Ele atribuiu as denúncias a conotação política em Caaporã. ‘Luciano Broncador’ adiantou que não vai mais acontecer ao ato.

0 Comentários:

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-