quarta-feira, 20 de maio de 2015

Descaso: Moradores denunciam falsas promessas de calçamento e segurança em Goiana


Os moradores do Loteamento Expedicionário Henrique Fenelon, em Goiana, denunciaram as faltas promessas de calçamento e segurança na comunidade localizada no centro da cidade. Segundo eles, as obras dos condomínios foram finalizadas há oito anos em uma parceria da Caixa Econômica Federal e Prefeitura de Goiana e, de lá pra cá, o calçamento e saneamento não foram resolvidos.

"Gostaria de denunciar a lamentável situação dos moradores da Vila Expedicionário Henrique Fenelon de Barros, localizada na cidade de Goiana, Pernambuco. A cerca de oito anos foi construído os condomínios da Caixa Econômica Federal, e desde então os moradores convivem com falsas promessas de calçamento por parte da Prefeitura. Projetos foram sancionados para execução de pavimentação, mas nenhum foi concluído com êxito. A antiga gestão (ex-prefeito Henrique Fenelon) iniciou as obras de pavimentação e em menos de 20 dias foram paralisadas por motivos desconhecidos. Na atual gestão os moradores estão há anos a espera de um posicionamento da Prefeitura para que seja realizado o tão aguardado calçamento. Estamos vivemos sob total descaso e insegurança, com a ausência da movimentação das viaturas da Polícia Militar devido a grande quantidade de buracos e lamas acumuladas; a prática de assaltos tornou-se frequente no dia a dia dos moradores desta localidade. No entanto, gostaríamos que o Blog do Anderson Pereira nos ajudasse a realizar a divulgação deste descaso para que possa chegar ao gabinete do excelentíssimo Prefeito e a secretária de Obras da cidade", disse um morador.

Denúncias e flagrantes poderão ser enviadas através do whatsApp do Blog através do número (81) 9292-6725.

1 Comentários:

SATURNINO disse...

Anova Goiana ja faz mas de 25 anos e as ruas é só lama lama,e o dinheiro sumilllllllll

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-