quarta-feira, 25 de abril de 2012

Samu: Trote mobiliza três unidades para atender falso acidente em Goiana

O trote só impede que vidas sejam salvas

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192) tem como missão cuidar de forma integral da saúde do cidadão em Goiana e região, assegurando seus direitos e respeitando as diversidades com finalidade de prestar o socorro nos casos de emergência. O serviço funciona 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e socorristas que atendem às urgências.

O Samu realiza o atendimento de urgência e emergência em qualquer lugar: residências, locais de trabalho e vias públicas. O socorro é feito após chamada gratuita, feita para o telefone 192. Infelizmente neste final de semana em Goiana o Samu recebeu mais um trote.

A Central 192 do Samu Goiana recebeu a informação de que haveria ocorrido um acidente de trânsito, envolvendo duas pessoas em uma motocicleta na noite do sábado, na Rodovia PE-75, no município de Goiana, na Zona da Mata de Pernambuco. De imediato nossa equipe iniciou as gravações para registrar a falsa ocorrência que chegou a mobilizar três unidades do Samu, sendo uma de Condado e duas de Goiana. Após cerca de 25 minutos, e viajarmos pelas rodovias PE-62 e PE-75, inclusive nas proximidades do município de Itambé, não encontramos nenhum acidente, e retornamos.Os profissionais que saíram da base de seus municípios para atender o falso acidente, voltaram frustrados e decepcionados com a atitude do solicitante.

É preciso que a polícia mantenha vigilância e investigue este tipo de delito, afinal de contas, pessoas que passam trote para o Serviço, estão cometendo crime e impedindo que vidas sejam salvas. Um serviço essencial para a população não pode ser alvo da ação de desocupados ou pessoas sem respeito aos seus semelhantes.

Confira o vídeo do percurso:

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.