quinta-feira, 6 de agosto de 2020

Obras: Compesa amplia abastecimento de água em Goiana e entrega obra de esgoto em Ponta de Pedras

Dois empreendimentos, em execução pelo Governo do Estado, por meio da Compesa, no município de Goiana serão entregues à população em agosto, levando melhorias na qualidade de vida da população e abrindo perspectivas de novos negócios para a cidade. Trata-se da conclusão da primeira etapa da obra de ampliação do Sistema de Abastecimento de Água e do Sistema de Esgotamento Sanitário de Ponta de Pedras.

Com a aproximação da entrega da obra, a Companhia inicia agora uma importante fase do projeto de esgotamento sanitário, que é a sensibilização dos moradores sobre a importância de se conectar à rede de esgoto para garantir mais saúde e qualidade de vida. Para o diretor de Negócios e Eficiência da Compesa, Flávio Coutinho, a medida irá melhorar as condições sanitárias de Pontas de Pedra, propiciando mais saúde aos moradores e estímulo ao turismo do local. Segundo ele, a obra é mais uma iniciativa do Programa Cidade Saneada, a PPP entre a Compesa e a BRK Ambiental, que prevê investimentos para implantação e expansão dos serviços de esgotamento sanitário nos 15 municípios da Região Metropolitana do Recife.

A obra de esgoto de Ponta de Pedras é um investimento de R$ 10 milhões. Além desses recursos, o programa está aplicando outros R$ 110 milhões na implantação da primeira etapa do SES Goiana (sede municipal), estando previstas ainda mais obras de esgoto no município, que totalizarão o montante de R$ 270 milhões. As duas obras em andamento foram iniciadas em maio de 2019, sendo que a de Ponta de Pedras entra em funcionamento em agosto, beneficiando sete mil pessoas, e a da sede municipal tem previsão para 2022, quando contemplará 35 mil pessoas.
O empreendimento de Ponta de Pedras consiste na construção de estações elevatórias de esgoto, estação de tratamento e assentamento de 24 quilômetros de rede coletora. A Compesa ressalta que está mobilizando lideranças comunitárias e que intensificará o trabalho social no intuito de esclarecer e conscientizar os moradores sobre os benefícios da iniciativa. “Vamos, também, realizar trabalho de divulgação, com cartazes em pontos estratégicos, envio de carta aos moradores, distribuição de panfletos e utilização de carro de som”, complementou Flávio Coutinho.

ABASTECIMENTO DE ÁGUA – A Compesa também realiza investimentos para ampliar o abastecimento de água no município. A diretora Regional Metropolitana, Nyadja Menezes, explica que está em andamento a primeira etapa da obra de abastecimento da cidade e ressalta que a fase mais complexa da intervenção já foi executada, a travessia construída pelo método não destrutivo na BR-101 Norte. “A adutora terá 2.220 metros de extensão, já está 95% implantada, e está sendo finalizada para o início da fase de testes e, na sequência, a entrega do benefício à população, alcançando 35 mil pessoas”, destacou.

Inicialmente, a adutora terá capacidade de transportar 10 litros de água por segundo, mas que pode chegar a até 55 l/s, ao término de todas as fases das ações planejadas para o município. Ela ressaltou que estão sendo aplicados R$ 835 mil na primeira etapa da obra de abastecimento, que foi iniciada no mês de março, iniciativa que já trará reflexos bastante positivos para a população.

Nyadja afirmou que as ações idealizadas pelo Governo do Estado e pela Compesa para Goiana darão um grande salto de qualidade na vida da população. “Fornecer água diariamente para a área central de Goiana, atender à necessidade atual das industrias já instaladas e garantir água para empreendimentos que venham a surgir no município, é um motivo de satisfação”, observou.

Ainda na questão da melhoria do abastecimento de água, está em fase final o projeto de automação da unidade operacional de Tejucupapo, também prevista para agosto, iniciativa que permitirá o abastecimento diário da localidade, no período das 08h às 17h, um investimento de R$ 2,1 milhões. Além disso, está em andamento a obra de abastecimento do Novo Horizonte, que atenderá universidade, lotes e áreas de expansão, beneficiando três mil pessoas. O investimento, em parceira com setor privado, é de mais de R$ 2 milhões e tem previsão de conclusão em setembro.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-