quinta-feira, 9 de julho de 2020

Mata Norte: Condado atinge a marca de 100 dias sem homicídio

No dia 7 de julho de 2020, o município de Condado, localizado na Zona da Mata Norte de Pernambuco, integrante da 11ª Delegacia Seccional – Goiana, atingiu a marca de 100 dias contínuos sem a ocorrência de homicídios e demais Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI's), tendo o último fato dessa natureza ocorrido em 29/03/2020.

Conforme dados obtidos junto à estatística da Polícia Civil do Estado de Pernambuco (PCPE), resultado similar foi obtido apenas no ano de 2016, considerando-se os números computados desde o ano de 2014.

Dentre outros fatores, essa marca reflete a continuidade do trabalho de excelência que vem sendo desempenhado pela Polícia Civil em Condado desde 2018, que, além dos expressivos números de prisões efetuadas, deflagrou as operações Cavalo Marinho e Contenção, duas importantes operações de repressão qualificada que atingiram 100% de efetividade, cujas investigações tiveram como objetivo o combate à atuação de organizações criminosas dedicadas ao tráfico de drogas e delitos correlatos, como homicídios e roubos.

Nesse particular, há de se ressaltar que a delegacia de Condado se destacou em 2018 e 2019 dentre as primeiras delegacias da área no que toca ao número de prisões de pessoas envolvidas com homicídios, sendo este um fator preponderante para o resultado positivo nos índices de criminalidade.

Especificadamente no ano de 2020, a equipe da delegacia de Condado permanece buscando a manutenção do bom trabalho, estando atualmente com 80% de resolução de homicídios e 11 prisões realizadas. 

Nesse ponto, cabe destacar a dedicação do efetivo da Delegacia que, mesmo diante das dificuldades operacionais impostas pela pandemia da COVID-19, vem superando obstáculos e atingindo resultados relevantes, especialmente para a população condadense, que vem nutrindo uma confiança cada vez maior no trabalho da PCPE e colabora com o avanço do trabalho desenvolvido.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-