terça-feira, 2 de junho de 2020

Gestão sem noção: Em plena pandemia, Prefeitura de Goiana tenta gastar R$ 104 mil em bandeiras

TCE e MPCO consideraram a despesa adiável, pela pandemia.

A conselheira Maria Teresa Caminha Duere, do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE), expediu cautelar para suspender pregão da Prefeitura de Goiana para “aquisição de acessórios para as bandeiras do Brasil, Pernambuco e Goiana, a serem utilizados nos desfiles cívicos por R$ 104.150,76”.

O pedido de suspensão foi da procuradora geral Germana Laureano, do Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO). TCE e MPCO consideraram a despesa adiável, pela pandemia.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-