quarta-feira, 15 de abril de 2020

Polícia: Professor de artes marciais é preso em Goiana acusado de estuprar alunas de 13 e 15 anos

De acordo com a polícia, o indivíduo ainda é suspeito de abusar sexualmente de uma filha de 10 anos

Na quarta-feira, dia 01 de abril, a Polícia Civil de Pernambuco cumpriu mandado de prisão em desfavor de um indivíduo pela prática do crime de estupro. O mandado de prisão foi cumprido pela equipe da 8ª Delegacia Seccional de Paulista, sob a liderança do delegado Adyr Almeida. Os crimes teriam ocorrido em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife (RMR), mas a sua prisão só aconteceu em Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, onde morava atualmente.

Segundo informações obtidas pelo Blog do Anderson Pereira, o motorista e professor de karatê identificado como Luciano Gonzaga da Silva, de 49 anos, foi preso em uma residência na comunidade da Bela Vista (Sem Terra), no município de Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. O preso é acusado de cometer estupro contra duas alunas, de 13 e 15 anos, além da suspeita de estupro contra a própria filha de apenas 10 anos. Luciano foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela Vara Penal da Comarca de Abreu e Lima no processo nº 000203-07.2020.8.17.0100.

Segundo o MPPE, o autuado chegou a entrar em contato com a vítima, via whastapp para orientá-la a dizer que as relações sexuais teriam ocorrido após ela completar 14 anos. A irmã da vítima teve acesso ao conteúdo dos diálogos e constatou que as várias relações sexuais tiveram início quando a vítima ainda contava com 13 anos. O MPPE disse que a partir dessa descoberta, surgiram notícias de que o acusado teria tentando abusar sexualmente de outras jovens, aproveitando-se da sua posição de professor de Karatê, tendo inclusive assediado a irmã mais nova da vítima. Ademais, há mais de um ano, o acusado impede que a mãe de suas filhas tenha contato com as crianças, ameaçando-a de morte. Ao tomar conhecimento de que Luciano teria praticado os crimes relatados nos autos do processo, a mãe contou que, no passado, o acusado teria estuprado a filha de outro casamento, e de que foi advertida pela ex-esposa do acusado, de que a sua filha estaria correndo perigo.

O preso, após as formalidades legais, foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem de Abreu e Lima, na RMR, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Blog do Anderson Pereira
 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-