quinta-feira, 4 de julho de 2019

Economia: Cesta Básica reduz de preço em junho

O município de Goiana teve a maior queda, mas continua sendo a cesta mais cara entre os locais visitados

A pesquisa da cesta básica realizada pelo Procon-PE demonstrou que os valores diminuíram. A maior queda foi no município de Goiana. No mês de maio a cesta poderia ser adquirda por R$ 397,58, em junho a mesma cesta estava no valor de R$ 384,83, uma queda de 3,21%. Já em Caruaru a cesta aumentou de preço, subiu de R$ 351,14 para R$ 359,97. Mesmo com essas variáveis a cesta básica em Goiana continua sendo a mais cara entre os municípios visitados pelos fiscais.

A mais barata é a de Vitória de Santo Antão, a cesta sai por R$ 344,96. Nos demais municípios, a cesta pode ser encontrada por R$ R$ 349,79 (Cabo de Santo Agostinho) e R$ 382,17 (bloco da RMR). A fiscalização passou por oito municípios: Cabo de Santo Agostinho, Goiana, Vítória de Santo Antão, Caruaru e fechou num bloco da Região Metropolitana do Recife (RMR), com as cidades de Recife, Olinda, Camaragibe, Paulista e Jaboatão dos Gurararapes.

A pesquisa é dividida em alimentação, limpeza doméstica e higiene pessoal. A maior disparidade de valores está no setor de higiene pessoal, chegando a uma diferença percentual de até 318%, mais uma vez é no absorvente. O produto poder ser encontrado por R$ 4,39 e por R$ 1,05. Na parte de alimentação a batata inglesa é que precisa ser pesquisada. O tubérculo pode ser comprado por R$ 7,99 e R$ 2,99.
O objetivo da pesquisa de preços de produtos da cesta básica, realizada pelo Procon, é poder oferecer ao consumidor pernambucano um instrumento auxiliar para a determinação de compras mais racionais do ponto de vista do preço, permitindo-o ter uma visão mais clara da incidência de cada produto sobre seu orçamento doméstico.

A análise dos preços é feita nos 27 itens de maior participação na variação do valor médio da Cesta Básica. A pesquisa toma como base a cesta básica mensal para uma família composto por quatro pessoas, sendo dois adultos e duas crianças.

O diferencial da pesquisa da cesta básica do órgão de defesa do consumidor em relação as que são realizadas por outros institutos, é que neste levantamento, é possível identificar o preço de cada item por estabelecimento, fornecendo assim ao consumidor, os locais e endereços onde o produto encontra-se com o menor valor.

O consumidor que quiser ter acesso a pesquisa basta solicitar pelo e-mail: imprensaproconpe@gmail.com.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-