quarta-feira, 15 de maio de 2019

Política: O fim anunciado de Gadelha e Fenelon em Goiana

Recém chegada a Região Metropolitana do Recife, a cidade de Goiana está às vésperas de testemunhar o fim político de dois homens que por muitos anos se alternaram no poder e na prática política da cidade. De um lado, Henrique Fenelon que já está inelegível e do outro Beto Gadelha que corre de toda forma para fugir da inelegibilidade.

Os vereadores estão apreciando uma conta conjunta no exercício de 2006 da Prefeitura da cidade. Conjunta porque por 5 meses Beto Gadelha foi prefeito e após ser cassado, Henrique assumiu e completou o ano. A recomendação do Tribunal de Contas é pela rejeição e até o momento eles não tem quorum qualificado para reaver essa decisão.

Portanto, inicia um novo ciclo na cidade da FIAT e da Hemobrás, um novo capítulo da história política da cidade sem Gadelha e Fenelon no páreo. Isso abre margem para quadros novos surgem e ganhem espaço!

Churrasco – As contas dos ex-prefeitos de Goiana no exercício de 2006 entrou na pauta ontem (14), porém com o pedido de vistas será apreciado nesta quinta-feira (16). A ouvida da defesa dos gestores já foram feitas, inclusive um fato inusitado no discurso de Beto Gadelha, disse que o valor que dizem que ele desviou “não dar pra pagar o churrasqueiro de sua casa”.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-