quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Polícia: Em Goiana, técnico judiciário é preso ao tentar matar filha e esfaquear esposa

De acordo com a polícia, a esposa do acusado relatou que ele teve um surto psicótico e tentou sacrificar a própria filha. Como foi impedido pela mulher, o indivíduo a golpeou no abdômen com uma faca peixeira

Após surto psicótico, técnico judiciário do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) foi preso em flagrante após tentar matar a esposa e a própria filha, no início da tarde desta quarta-feira (20), por volta das 12h40, no município de Goiana, na Região Metropolitana do Recife.

Segundo informações obtidas pelo Blog do Anderson Pereira, o homem identificado como Ivan Carlos da Silva, de 31 anos, foi preso em sua residência na Rua Cordeiro de Farias, no centro de Goiana, pelo crime de violência doméstica após esfaquear o abdômen da esposa com uma faca peixeira. O envolvido atuava no TRT como agente de segurança judiciária.

De acordo com a polícia, Ivan confessou o crime e afirmou que deu uma facada na cônjuge para que "ela visse que Deus era grande e existia". Ele também relatou que a intenção era sacrificar sua filha, de 1 ano e 5 meses, com a faca, mas sua esposa acabou intervindo, se pondo na frente da criança, momento que Ivan esfaqueou a vítima na barriga. Ela começou a gritar por socorro e foi socorrida às pressas por vizinhos para o Hospital Memorial de Goiana, enquanto o agressor permaneceu agindo de forma bastante tranquila e serena como se nada tivesse ocorrido. Policiais Militares da 3ª Companhia Independente de Goiana foram acionados e realizaram a prisão do agressor.

Ainda segundo a polícia, Ivan teria dito que esfaqueou a companheira de forma intencional e não acidental, uma vez que ela não permitiu que ele sacrificasse sua filha. "Iria sacrificar minha filha para mostrar que Deus é grande", mencionou aos policiais. Ao ser questionado sobre a ação criminosa, o envolvido argumentou que fez o que fez por "um mandado de Deus".

O homem foi autuado em flagrante delito por tentativa de feminicídio pela delegada Ana Carolina Guerra da 8ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM). Ele foi recolhido para o Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico (HCTP), na Ilha de Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Blog do Anderson Pereira
 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-