sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Criminalidade: Janeiro de 2019 tem redução de 32,5% nos homicídios, diz Governo

O mês passado foi o 14º mês consecutivo de queda nos crimes contra a vida. A diminuição ocorreu em todas as regiões, com destaque para a RMR (-46%). Ao todo, 97 municípios não tiveram nenhuma ocorrência durante o mês e, em 12 dias de janeiro, o Sertão inteiro desconheceu CVLI

Janeiro de 2019 foi o 14º mês consecutivo de redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). Com 305 homicídios, o mês teve 32,5% menos casos que janeiro de 2018, quando foram registradas 452 mortes – a diferença significa 147 vidas salvas este ano. Considerando apenas os janeiros de cada ano, o último foi o com menor número de pessoas assassinadas em Pernambuco desde 2014. Essa queda se refletiu em todas as regiões do Estado, com destaque para a Região Metropolitana do Recife (RMR), que apresentou retração de 46% nos crimes contra a vida. Ainda no mês passado, 97 municípios desconheceram assassinatos e outros 79 apresentaram queda em comparação a 2018.

“O ano passado consolidou o recuo da criminalidade em todo o Estado, do Litoral ao Sertão, com resultados bastante expressivos no Agreste. Mas o trabalho que estamos desenvolvendo busca fortalecer a prevenção da violência e o combate àqueles que matam. Alguns recortes de janeiro nos indicam aonde podemos chegar: tivemos o maior número de municípios pernambucanos sem CVLI em 7 meses (em junho de 2018, foram 98); o Agreste e a Zona da Mata não tiveram homicídios no dia 4 de janeiro; o Sertão teve 12 dias de janeiro sem nenhum assassinato; a Área Integrada de Segurança 18, com sede em Garanhuns, apresentou os menores números de CVLI desde setembro de 2012 e a AIS-24 (sede em Ouricuri) foi ainda mais longe, com o mais baixo registro de homicídios desde agosto de 2005. Com investimentos importantes, sob a coordenação do Pacto pela Vida, avançaremos mais na proteção dos pernambucanos”, analisou o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua.

Na série histórica, janeiro passado teve menor quantidade de homicídios em relação aos quatro janeiros anteriores: de 2018 (452 óbitos), 2017 (478), 2016 (354) e 2015 (323). Ficou acima penas de janeiro de 2014 (256). “Somente no primeiro mês deste ano, 201 homicidas foram presos pelas polícias, sendo 88 em flagrante e 113 em cumprimento de mandados. Começamos 2019 centrando esforços nas operações de repressão qualificada, essenciais para o enfrentamento ao crime organizado, responsável por mais de 70% dos CVLIs”, detalhou o secretário.

DIMINUIÇÃO EM TODAS AS REGIÕES – Com uma redução de 46% no número de ocorrências, a RMR (exceto Recife) liderou a queda dos crimes contra a vida. Foram 85 ocorrências registradas no mês passado, contra 160 no mesmo período de 2018. O Agreste aparece logo em seguida, com um decréscimo de 28,57% nos casos, saindo de 105 ocorrências em janeiro de 2018 para 75 em janeiro de 2019. Já na Zona da Mata, foram 62 mortes confirmadas, o que representa uma redução de 27% em relação a janeiro de 2018, quando 85 casos foram notificados.  A Diretoria Integrada do Interior 1 (Dinter 1), composta por 109 municípios do Agreste e Zona da Mata, incluindo Caruaru, Garanhuns, Belo Jardim, Palmares, Goiana e Nazaré da Mata, não teve nenhum CVLI no dia 4 de janeiro.

No Sertão, que somou 34 homicídios, a queda chegou a 22,7%, quando comparado com janeiro do ano passado, que teve 44 ocorrências. Nas 61 cidades do Sertão Pernambucano que compõem a Diretoria Integrada do Interior 2 (Dinter 2), incluindo Petrolina, Salgueiro, Serra Talhada e Arcoverde, não houve nenhum homicídio nos dias 2,3,5,7,9,10,12,13,17,19,24 e 30 de janeiro de 2019.

Ainda no Sertão, destaque para os dez municípios que compõem a Área Integrada de Segurança 24, com sede em Ouricuri, registrando o menor número de crimes contra a vida dos últimos 161 meses e empatando, em números absolutos, com o mês de agosto de 2005.

Já na Capital, a redução dos crimes contra a vida foi de 15,5%. Enquanto no mês passado, a cidade registrou 49 homicídios, em janeiro de 2018, esse número chegou a 58 ocorrências.

MOTIVAÇÕES – Dos 305 crimes contra a vida registrados no mês passado, aproximadamente 71,47% (218) foram motivados pelo tráfico de drogas, acerto de contas ou outras atividades criminais.

Logo em seguida, aparecem os homicídios originários de conflitos na comunidade, também chamados de crimes de proximidade  (16,39%, ou 50 casos). Os conflitos afetivos ou familiares (excetuando-se os feminicídios) aparecem na terceira posição, com 11 ocorrências (3,61%). Na quarta, estão os latrocínios (9 mortes, ou 2,95% do total). Por fim, vem o feminicídio, com 7 (ou 2,3% das motivações) mulheres assassinadas pela condição de mulher. Em janeiro de 2018, houve 8 feminicídios, uma mais em relação a este ano. Entre as 305 vítimas de CVLI no mês passado, 98 (32%) respondiam a algum tipo de processo dentro do sistema de justiça criminal.

32% MENOS ESTUPROS – Os casos de estupro apresentaram queda de 32%. No total, foram 149 denúncias registradas no mês passado, contra 220 notificadas, no mesmo período do ano passado.

Ao todo, 97 municípios pernambucanos, incluindo Fernando de Noronha, não registraram Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) em janeiro de 2019. Segue abaixo a lista:
Afogados da Ingazeira, Afrânio, Alagoinha, Angelim, Araçoiaba, Barra de Guabiraba, Barreiros, Belém de Maria, Belém de São Francisco, Betânia, Bodocó, Bom Conselho, Brejão, Brejinho, Brejo da Madre de Deus, Buíque, Cabrobó, Cachoeirinha, Calçado, Calumbi, Camocim de São Félix, Camutanga, Canhotinho, Capoeiras, Carnaíba, Carnaubeira da Penha, Cedro, Chã de Alegria, Correntes, Cortês, Cumaru, Cupira, Dormentes, Exu, Fernando de Noronha, Ferreiros, Frei Miguelinho, Granito, Iati, Ibirajuba, Iguaraci, Ingazeira, Ipubi, Itacuruba, Itaíba, Itapetim, Jatobá, João Alfredo, Joaquim Nabuco, Jucati, Jupi, Lagoa do Carro, Lagoa do Itaenga, Lagoa do Ouro, Lajedo, Machados, Manari, Maraial, Mirandiba, Moreilândia, Nazaré da Mata, Orobó, Orocó, Ouricuri, Palmeirina, Paranatama, Parnamirim, Petrolândia, Primavera, Quipapá, Quixaba, Riacho das Almas, Sairé, Salgadinho, Saloá, Santa Cruz, Santa Filomena, Santa Maria da Boa Vista, Santa Maria do Cambucá, Santa Terezinha, São Benedito do Sul, São Caetano, São José do Belmonte, São José do Egito, Serrita, Tacaimbó, Tamandaré, Taquaritinga do Norte, Terezinha, Trindade, Triunfo, Tupanatinga, Tuparetama, Verdejante, Vertente do Lério, Vicência, Xexéu.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-