segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Desenvolvimento saudável: Como as brincadeiras influenciam?

A maneira mais poderosa que as crianças aprendem não é apenas nas salas de aula ou nas bibliotecas, mas nos playgrounds e nas salas de jogos, de acordo com a Academia Americana de Pediatria (AAP).

No IV Congresso Internacional Sabará de Saúde Infantil , ocorreu uma palestra patrocinada pelo Instituto Alana, “Benefícios do Contato Entre a Criança e a Natureza” proferida pelo Dr. Ricardo Ghelma, mostrando a importância de brincar e ter um contato com a natureza.

De acordo com o relatório clínico da Academia Americana de Pediatria, a brincadeira infantil não é frívola. Em vez disso, brincar é a construção do cérebro, uma parte central do desenvolvimento saudável da criança, uma chave para as habilidades das funções executivas e um amortecedor contra os impactos negativos do estresse.

A AAP publicou “O Poder do Jogo: Um Papel Pediátrico no Aprimoramento do Desenvolvimento em Crianças Pequenas” na Pediatrics de setembro de 2018, onde é fornecido numerosos exemplos da importância do jogo para o desenvolvimento saudável da criança.

Em um estudo, crianças de três a quatro anos, ansiosas para entrar na pré-escola, ficaram duas vezes mais aliviadas dos estresse quando permitiram brincar com professores ou colegas por 15 minutos, comparadas a colegas que ouviam um professor lendo uma história.

No entanto, o recreio das crianças tem sido ameaçado por mudanças na sociedade. De 1981 a 1997, o tempo de recreação diminuiu em 25%, sem contar que 30% das crianças do jardim de infância não possuem mais recesso escolar, assim sendo substituído por lições acadêmicas, de acordo com a pesquisa publicada na Advances in Life Course Research.

A AAP, recomenda que a aprendizagem seja melhor alimentada, facilitando a vontade natural da criança de brincar, e não através de motivações externas, como pontuações nos testes. Os médicos devem incentivar o aprendizado lúdico para pais e bebês , escrevendo uma “receita para brincadeiras” em todas as visitas de crianças nos primeiros dois anos de vidas.

O jogo começa cedo e continua através do desenvolvimento saudável de uma criança. Novos pais devem observar e responder ao comportamento não-verbal dos bebês durante os primeiros meses de vida. Por exemplo, quando um bebê sorri para você, sorria de volta. O esconde-esconde é outro jogo importante.

O Hospital Infantil Sabará assegura importância de promover recesso e atividade física para crianças, onde educadores, pediatras e famílias devem defender e proteger o jogo desestruturado e o aprendizado lúdico tendo em vista os inúmeros benefícios.

Da próxima vez que seu filho quiser brincar com você, diga sim. É uma das melhores partes de ser pai e uma das melhores coisas que você pode fazer pelo seu filho. O brincar ajuda as crianças a aprenderem habilidades de linguagem, matemática e sociais, além de reduzir o estresse.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-