segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Eleições 2018: Em primeiro ato do segundo turno, Haddad visita presidiário Lula em Curitiba

Encontro deve definir quais as prioridades nesta etapa da campanha; setores do PT defendem que candidato se distancie do ex-presidente

Em seu primeiro ato de campanha no segundo turno, o candidato do PT Fernando Haddad visitou nesta segunda-feira o presidiário e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde o líder petista cumpre pena por sua condenação na Operação Lava Jato.

O presidenciável do partido, que substituiu Lula na disputa, recebeu 29,2% dos votos válidos nas eleições deste domingo e vai decidir a corrida pelo Palácio do Planalto com Jair Messias Bolsonaro (PSL), que obteve 46% dos votos.

O encontro deve definir quais as prioridades de Haddad no segundo turno. O PT espera que Lula delibere sobre alianças e quais os rumos da campanha. Setores petistas já discutem se o candidato à Presidência deve assumir um caminho mais independente ao ex-presidente para tentar atrair eleitores ligados ao centro.

Um dos pontos que pode ser mudado no segundo turno é o programa de governo, feito sob medida para Lula. Já há grupos petistas quem defendem que ele modere em questões tributárias e reforma da Constituição, entre outros temas. Para petistas ligados ao candidato, Haddad vai ter de sair de “baixo das asas” do ex-presidente.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-