segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Cuidados: Especialista dá dicas para reduzir o número de ataques de escorpião

A morte do menino Caíque César Martins, de 2 anos, no sábado (1), em Itambé, Zona da Mata Norte de Pernambuco, serviu de alerta para o aumento do número de ataques de escorpião no Estado. Só no primeiro semestre de 2018, houve um acréscimo de 64 casos no Centro de Toxicologia de Pernambuco (Ceatox- PE).

Com 647 atendimentos no Ceatox- PE, o Gerente da Vigilância ambiental de Jaboatão, Otoniel Barros, deu algumas dicas em relação aos cuidados necessários para conter a proliferação e o possível ataque do aracnídeo. Entre as medidas, ele destaca ações simples como fechar os ralos e manter as áreas internas da residência em boas condições, para evitar a criação de abrigos ao animal.

Além dos cuidados com as paredes e o piso, é importante proteger a área externa do domicílio. Nunca amontoe lixo e materiais de construção no seu quintal, varanda ou jardim.
Cuidados pessoais

Otoniel Barros ainda frisou a necessidade da prevenção pessoal, sobretudo no uso de toalhas de banho, roupas e sapatos, que devem ser batidos com antecedência, já que os escorpiões costumam se esconder nesses ambientes.
Com as crianças e idosos, o cuidado deve ser dobrado. Os pequenos são mais vulneráveis por não ter o sistema imunológico totalmente desenvolvido, e pela relação tamanho X peso, que facilita a dissipação do veneno. Uma das medidas para evitar o ataque aos pequenos é distanciar os berços e camas das paredes.

Já os idosos, que contam com estatura e massa corpórea superiores, não têm o mesmo vigor imunológico se comparado a fase adulta. O que dificulta o tratamento em caso de ataque.
 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-