sexta-feira, 15 de junho de 2018

Pernambuco: Centro de Ressocialização de Itaquitinga recebe presos até o final de junho

O Centro Integrado de Ressocialização (CIR - unidade 1), em Itaquitinga, Agreste do Estado, receberá os primeiros 50 presos na próxima semana, dando início, assim, à distribuição da população carcerária para desafogar as unidades prisionais da Região Metropolitana do Recife. A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) apresentou a unidade prisional, nesta sexta (15.06), à imprensa numa visita que durou um pouco mais de duas horas e contou com a presença dos secretários de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, e Executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues.

A unidade 1 do CIR, abrigará 1.000 presos, do gênero masculino, sob o regime fechado em uma área construída de 13 mil metros quadrados. Na visita, foram percorridos diversos setores como saúde, salas de aula, central de videomonitoramento, cozinha, celas e área de convivência coletiva. O secretário Pedro Eurico explica que o Governo de Pernambuco tem hoje o maior programa de criação de vagas da história. “Até o final da gestão Paulo Câmara pretendemos ter aumentado em mais de seis mil o número de vagas no Estado. A unidade prisional de Itaquitinga é uma das mais modernas do país e deverá ser exemplo de ressocialização para todos os estados da federação”, acrescenta.

O projeto segue um novo conceito de arquitetura prisional com paredes internas construídas em gesso e toda a área externa e demais áreas de concreto. A unidade possui celas de vários tamanhos, administração e recepção de visitantes, pavilhão destinado aos concessionados (presos que trabalham), 12 salas de aula, áreas jurídica e de saúde, refeitório, três pavilhões de vivências coletivas, instalações para a Polícia Militar, oito guaritas e muros com alambrados, além de uma sala de videomonitoramento com cinco monitores. A cozinha já conta com 22 reeducandos concessionados à disposição, sendo 14 na cozinha e oito na padaria. A obra custou ao Governo de Pernambuco aproximadamente R$ 10 milhões.

OUTRAS OBRAS - Encontra-se em execução a construção do Presídio de Araçoiaba, dividido em sete unidades (02 femininas e 05 masculinas), com 2.754 vagas. Também está em andamento o edital para ampliar o Presídio de Palmares, com a construção de mais três pavilhões de Vivência Coletiva, dois com capacidade para 200 vagas, cada, e uma com capacidade de 132 vagas, totalizando a ampliação em 532 vagas.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-