sexta-feira, 27 de abril de 2018

Economia: Projeto Rescate da Sempetq inicia entrega de EPIs a associações de catadores da RMR e da Mata Norte do Estado

O Projeto de Desenvolvimento dos Catadores e Catadoras de Pernambuco (Rescate), da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação do Governo de Pernambuco (Sempetq), convênio com a Secretaria Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho, fez a entrega simbólica de equipamentos de proteção individual (EPI) a representantes de 26 cooperativas e associações durante solenidade realizada na Cooperativa Ecovida Palha de Arroz.

A meta até o final da execução do projeto prevê a distribuição de 48.500 EPIs para 1.796 catadores de 15 municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR) e 18 da Mata Norte do Estado. Este evento teve parceria do Conselho Estadual de Economia Solidária e do Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis.

Pensando em minimizar os danos causados pela insalubridade e garantir a proteção desses trabalhadores, os kits entregues continham respiradores, luvas látex e luvas vaqueta, capa de chuva, avental em PVC, bota de proteção, protetor auricular. E mais, colete com faixa refletiva para a proteção em ambientes de baixa iluminação, óculos de segurança e fardamento adequado para prevenção de acidentes com objetos perfurocortantes.
A secretária executiva da Micro e Pequena Empresa e Fomento ao Empreendedorismo, Carolina Soares, representou o secretário Alexandre Valença e falou sobre a importância do projeto. “O momento é realmente de conquista, estamos dando mais um passo neste grande desafio, nós lutamos pela democracia e para que tudo isso chegue até as mãos de vocês. Estamos firmes no ensejo de melhorar a qualidade de vida e as condições de trabalho dos catadores”.

Catadora do coletivo Ecovida Palha de Arroz há dois anos, Aldineide Felix agradeceu o apoio. “Esse projeto está nós ajudando muito, estamos nos sentindo mais empoderadas e confiantes, conhecendo melhor os nossos direitos. Os equipamentos vão trazer mais segurança pra gente na hora do trabalho e isso é muito bom”.

O secretário Nacional da Secretaria de Economia Solidária do Governo Federal (SENAES), Natalino Oldakoski, marcou presença no evento e falou sobre o sucesso do projeto. “É grandioso esse acontecimento e ver o empoderamento feminino avançar no desenvolvimento desse projeto. Não seria possível nenhum desenvolvimento no País sem essa aproximação com a sociedade. Essa missão é para oferecer o que os nossos Estados precisam, apoiando, qualificando e fortalecendo o desenvolvimento sustentável. Mais uma meta vencida e alcançada”.
“Nós estamos em estado de graça. É um projeto que irá beneficiar um universo de catadores da RMR e Mata Norte, estamos muito felizes em proporcionar mais essa conquista para nosso Estado”, comemorou a secretária executiva de Planejamento, Monitoramento e Captação de Recursos, Fernanda Dubeux.

O representante do movimento nacional dos catadores de materiais recicláveis, José Cardoso, comentou a satisfação de presenciar esse momento. “O empenho que se teve nessa última fase para que o projeto saísse do papel me resgatou a confiança e trouxe esperança para todos os catadores. Esse projeto possibilita um grande impacto na vida de muitas pessoas”.

O Projeto Rescate tem o objetivo de fomentar empreendimentos econômicos solidários e redes de cooperação atuante com resíduo sólido, fortalecer a organização produtiva dos catadores e a importância do trabalho que eles realizam para o meio ambiente e a sociedade, além de gerar renda e superação de situações de pobreza extrema em várias cidades.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-