sábado, 27 de abril de 2013

Goiana: Os desafios são maiores do que eu gostaria, diz Fred Gadelha

O prefeito de Goiana, Fred Gadêlha (PTB), completa nesta terça-feira (30) quatro meses no comando da cidade que pode ser considerada a capital econômica da Zona da Mata Norte de Pernambuco, por receber investimentos como a fábrica da montadora italiana Fiat, a Hemobras e a Companhia Brasileira de Vidros Planos (CBVP). Mesmo passado o período considerado como início de gestão, o petebista ainda trabalha na organização da Prefeitura, já que, segundo ele, recebeu uma máquina "completamente sucateada".

"Os desafios são maiores do que eu gostaria. Em uma escala de zero a 10, recebemos uma Prefeitura nota zero. Pegamos o pior legado no melhor momento da cidade", lamenta. Nesta segunda (29), Fred pretende apresentar um dossiê contra Henrique Fenelon (PCdoB). Ao mesmo tempo, exalta que o importante é olhar para frente e trabalhar para a união das forças, esquecendo questões partidárias.

Segundo o petebista, para citar alguns exemplos, o município foi entregue com uma dívida que passa dos R$ 70 milhões, duas folhas salariais no valor de R$ 4 milhões cada atrasadas, servidores fantasmas e uma Lei Orçamentária Anual (LOA) que engessa a nova gestão. A matéria diz, por exemplo, que será gasto R$ 1,7 bilhão com transporte escolar, mas, em 2012, foram investidos bem menos, R$ 800 milhões.

"Recebemos um relatório do TCE sobre a contabilidade de 2012 e há mais exigências do que a quantidade de letras no alfabeto. Os números da prestação de contas não batem, faltam documentos e, por isso, não temos segurança de que o informado está correto", lamenta.

Como trabalha na organização da máquina, o prefeito não encaminhou para a Câmara seu reforma administrativa. A previsão é de que a matéria chegue ao legislativo no próximo mês.

Blog de Jamildo
 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-