terça-feira, 19 de maio de 2015

Goiana: Após demissões sem aviso prévio, funcionários fazem protesto na porta da loja Elektra

Após serem demitidos sem aviso prévio, cerca de 15 ex-funcionários da loja Elektra, rede mexicana varejista de produtos eletrodomésticos e móveis, realizaram um protesto na frente da loja exigindo seus direitos trabalhistas, no centro de Goiana, na Mata Norte de Pernambuco. Segundo eles, os trabalhadores receberam a notícia da demissão no dia 07 de maio, mas até o momento não receberam os seus respectivos pagamentos. Os funcionários afirmaram que houve demissões em massa em todo o Brasil, sem qualquer aviso prévio ou pagamento de direitos trabalhistas como recisão contratual, hora extra, férias e 13º terceiro. A explicação dada é de que a empresa encerrou as atividades em todo o Estado. A loja em Goiana ficou fechada em decorrência do manifesto.

Dezenas de unidades nos estados da Bahia, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte também receberam protestos dos cerca de 600 funcionários que foram demitidos no início do mês.

As lojas Elektra é uma rede mexicana varejista de produtos eletrodomésticos e moveis fundada em 1957 focada em consumidores de baixa renda, além de ser uma loja de serviços financeiros. É uma das maiores redes do México, além de atuar em outros países da América Latina como Brasil, Argentina, Guatemala, Honduras e Peru. A operação de serviços financeiros das lojas se dá através do Banco Azteca (no qual cada loja possui uma mini-agência dentro dela) do grupo Salinas - mesmo dono da rede Elektra (assim como outras empresas do grupo). O presidente do Grupo - Ricardo Benjamín Salinas Pliego - disse que seu foco de atuação será a Região Nordeste e a Região Norte.

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-