sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Homenagem: Padre José Edson recebe título de cidadão goianense

Em uma noite especial, a Câmara Municipal de Goiana realizou, na noite da última quarta-feira (25), a sessão solene de entrega do título de cidadão goianense para o padre José Edson, de autoria do presidente da Casa Legislativa, vereador Carlinhos Viégas, e aprovada por todos os legisladores (Decreto Legislativo nº 001/2019).

A histórica solenidade contou com a presença de centenas de fiéis, personalidades e seus familiares, que acompanharam de perto a entrega da homenagem. A solenidade foi realizada na Avenida Marechal Deodoro da Fonseca (Rua Direita), na frente da sede da Câmara de Vereadores, no centro da cidade.

Durante seu discurso, o vereador Carlinhos Viégas (PSB) reconheceu que o padre José Edson marcou a comunidade católica em Goiana e se tornou um exemplo de dedicação à missão da igreja na pregação do evangelho. “Com um coração jubiloso e fazendo eco à voz do povo de Goiana, lhe conceder a maior condecoração que este Poder Legislativo pode ofertar a uma pessoa, que é a honrosa cidadania Goianense. De forma unânime, com a aprovação por parte de todos os 15 vereadores que compõem esta Casa. Padre José Edson Alexandre Ferreira com esta solenidade o seu nome passa a figurar com letras de ouro e com destaque na galeria dos grandes nomes desta terra adorada, que é nascedouro de heróis e heroínas. A partir de hoje se o senhor já amava Goiana, como temos certeza que sim, desde o primeiro momento em que aqui chegou, pode estufar o peito e proclamar bem alto que é Goianense. Parabéns Padre José Edson e parabéns Goiana por mais este ilustre e honrado filho”, encerrou seu pronunciamento.

Ao usar da palavra, padre José Edson, bastante feliz e animado com a solenidade, agradeceu a comenda e elogiou o Legislativo. “Eu quero agradecer muito a toda a Câmara Municipal e, a todos os vereadores, que votaram e me acharam digno de receber o título de cidadão goianense. Que alegria para mim. Como digo sempre na igreja; vocês, ou nós, de Goiana; não vou dizer mais vocês (risos). "Nós de Goiana" devemos encher o peito quando alguém perguntar "Onde você mora?" e a gente toma todo o ar e responde "Sou de Goiana, de 450 anos!" (aplausos). De um povo alegre, de um povo feliz. Porque eu sempre digo, se Deus amou alguma parte do mundo, Goiana estava em primeiro lugar”, disse ele, em meio a aplausos e palavras de elogios.

Antes da conclusão da solenidade, integrantes das paróquias de Aliança fizeram uma homenagem ao padre José Edson lhe entregando um quadro com a imagem da igreja de Aliança e a reprodução de um áudio contendo uma linda cantoria do mestre Anderson Miguel, de Nazaré da Mata (ouça abaixo).
Confira a solenidade na íntegra abaixo:
SOBRE

O Padre José Edson Alexandre Ferreira nasceu no dia 23 de janeiro de 1974, em Chã das Mulatas, em Vicência, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. Filho de Severino Alexandre Ferreira (in memoriam) e Maria Regina da Silva Ferreira. É o quinto filho de oito irmãos. Iniciou seus estudos na Escola Municipal Otacílio Vasconcelos em Bela Vista, em Vicência. Cursou o ensino médio no CERU Dr. Joaquim Correia, naquele mesmo município e ingressou no Seminário Menor de Nossa Senhora de Lourdes, em Surubim-PE, no ano de 1990.

Cursou Filosofia no Instituto de Filosofia e Teologia da Arquidiocese de Olinda e Recife, no Alto da Sé em Olinda-PE e Teologia no Seminário Rainha das Missões, em União da Vitória-PR. Recebeu os primeiros ministérios na Matriz de Vicência no dia 07 de dezembro de 1997, tendo sido ordenado Diácono na Catedral de Nazaré da Mata no dia 08 de dezembro de 1998 e fora ordenado Padre no Ginásio Esportivo em Vicência, no dia 18 de dezembro de 1999.

Após passar por diversas paróquias, o Padre José Edson está agora em nossa cidade de Goiana e, em pouco tempo, já tomou a frente das reformas de nossa história Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, que há vários anos encontra-se desativada e estava entregue ao esquecimento.

Como fruto de seu trabalho, logo teremos de volta as tradicionais missas e liturgias que se confundem com a própria história dessa cidade, num verdadeiro resgate religioso, histórico e cultural.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-