quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Política: Comissão da Mulher anuncia novas edições de ação formativa

Lideranças políticas e comunitárias do município de Caruaru (Agreste) e do distrito de Tejucupapo, em Goiana (Região Metropolitana do Recife), virão à Assembleia, neste mês de agosto, participar da Ação Formativa Mulheres na Tribuna – Adalgisa Cavalcanti. O anúncio foi feito no dia (6) pela presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Casa, a deputada Delegada Gleide Ângelo (PSB). 

Criada por meio da Resolução nº 1.375/2016, a iniciativa permite que grupos de mulheres dos diferentes municípios pernambucanos passem um dia conhecendo a estrutura do Poder Legislativo e acompanhando os trabalhos parlamentares. Ao longo do período, elas entram em contato com a história do Museu Palácio Joaquim Nabuco, assistem à Reunião Plenária, além de palestras sobre o Parlamento Estadual e a participação feminina na política. A última edição do projeto aconteceu em junho, com visitantes de Lagoa do Carro, na Zona da Mata Norte. 

De acordo com o cronograma apresentado pelo colegiado, as lideranças de Caruaru participarão das atividades no dia 15, a convite da deputada Priscila Krause (DEM). Já as cidadãs de Tejucupapo, indicadas por Gleide Ângelo, serão recebidas no dia 29. “É um importante espaço de empoderamento feminino em Pernambuco. Com a ação formativa, conseguimos aproximar as mulheres do Legislativo e estimular a participação política nesse público”, disse a deputada Simone Santana (PSB).

“O objetivo é receber mulheres de todo o Estado, fortalecendo e estimulando a formação de lideranças políticas. Para isso, a iniciativa será realizada a cada 15 dias, e o colegiado está aberto a indicações de grupos”, explicou a presidente da Comissão. Gleide Ângelo destacou, ainda, o aniversário da Lei Maria da Penha, que completa 13 anos no dia 7 de agosto (quarta). Na Alepe, a data será marcada por uma Reunião Solene, na qual também serão comemorados os dez anos de fundação da ONG Instituto Maria da Penha.

Projetos – Ainda na reunião desta manhã, a Comissão da Mulher distribuiu quatro matérias para relatoria e votou pela aprovação do Substitutivo n° 1 ao Projeto de Lei n° 203/2019. O texto, originalmente proposto pelo deputado Joel da Harpa (PP), torna obrigatória a afixação de cartazes nas portas dos banheiros de bares, restaurantes e casas de shows com números de telefones que recebam denúncias de violência praticada contra a mulher: 190 (Polícia Militar) e 180 (Central de Atendimento à Mulher).

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-