quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Goiana: Unidade Mista de Tejucupapo sofre com o marasmo do "Bom Tempo"


Enquanto isso a atual gestão mantém-se apática com o sofrimento da população goianense

O Blog do Anderson Pereira recebeu diversas imagens da atual situação da Unidade Mista de Tejucupapo, que apresenta inúmeros e graves problemas. Presença de mofo e infiltrações, acúmulo de lixo, ausência da caixa de perfurocortante (desenvolvida para descartar materiais que cortam ou perfuram), equipamentos avariados e sem manutenção, piso cedendo, além da falta de luvas, gases, materiais para limpeza de instrumentais cirúrgicos e kits de nebulização fazem parte do dia a dia dos pacientes e servidores da unidade de saúde, localizada no distrito de Goiana, na Região Metropolitana do Recife.

A professora Maria do Carmo atribuiu a irresponsabilidade e incompetência aos gestores do município pelo atual descaso vivenciado pelos moradores de Tejucupapo, além de alertar que os funcionários da Unidade Mista vivem doentes por conta do mofo. "O município arrecada cerca de 30 milhões de reais mensais e possui mais de 100 milhões de reais parado no Caixa, e sequer resolve essas questões. O prédio necessita de uma reforma com urgência, pois as pessoas com problemas respiratórios, como rinite e sinusite, são mais vulneráveis ao mofo e podem sofrer piora do quadro e ter crises inflamatórias, seja um servidor ou público geral, pois o fungo acaba se desprendendo no ar e torna o ambiente contaminado, provocando irritações. A última reforma deste prédio ocorreu há quase 10 anos, na época do ex-prefeito Henrique Fenelon", alertou.

Um servidor, que preferiu não se identificar com medo de represálias, confirmou as denúncias da moradora e declarou que os pacientes estão correndo risco de entrarem de um jeito e saírem piores, pois o local está abandonado, com falta de materiais e sem previsão para solução. "O povo ainda vem na Unidade Mista porque precisa, mas é bem capaz de voltarem piores ou com alguma doença respiratória ou alérgica por conta dessas infiltrações e do mofo", relatou.

Outras denúncias e flagrantes poderão ser enviados para o whatsApp do Blog, através do número: (81) 99292-6725.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-