quarta-feira, 5 de junho de 2019

Pesquisa: Goiana tem a cesta básica mais cara, informa PROCON

A pesquisa visitou nove municípios de Pernambuco. A cesta básica mais barata foi encontrada em Vitória de Santo Antão, por R$ 349,17

O município de Goiana, na Região Metropolitana do Recife (RMR), tem a cesta básica mais cara entre as cidades pesquisadas pelo órgão de Proteção e Defesa do Consumidor de Pernambuco (Procon-PE) que, no final no mês de maio, visitou nove municípios pernambucanos.

Além de Goiana, participaram da pesquisa de preços os municípios do Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe, Paulista e Cabo de Santo Agostinho, na RMR; e Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata, e Caruaru, no Agreste.

A cesta mais cara foi encontrada em Goiana por R$ 397,58. Já a mais barata foi em Vitória de Santo Antão, por R$ 349,17. A cesta foi encontrada por R$ 351,14 em Caruaru; R$ 359,94 no Cabo de Santo Agostinho; e R$ 390,35 no Recife e nos demais municípios da RMR.

O absorvente íntimo foi o produto com maior variação de preços, chegando a variar 323% nas cidades visitadas. Na parte de alimentação, a cebola e a farinha de mandioca apresentaram um diferencial de mais de 100% de um estabelecimento para outro. O quilo da farinha, por exemplo, foi encontrado por R$ 1,69 e R$ 3,50, uma diferença de 107,10% segundo o Procon.

Segundo o Procon, o objetivo da pesquisa é auxiliar o consumidor a ter compras mais racionais do ponto de vista do preç, e que a lista completa com os preços dos produtos por município pode ser solicitada pelo consumidor através do e-mail: imprensaproconpe@gmail.com

Fonte: FolhaPE
 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-