quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Política: Condado entre as 10 melhores cidades no Índice de Convergência e Consistência Contábil de 2017

Na tarde da última terça-feira (24) o Tribunal de Contas de Pernambuco divulgou o Índice de Convergência e Consistência Contábil (ICCpe) dos 184 municípios pernambucanos, referente ao exercício de 2017. No ranking, apenas 10 municípios, entre os 184 que formam o Estado, ficaram classificados como "Aceitável". Um deles foi o município de Condado, que ficou em 7º lugar, com 91,49 pontos, um avanço se comparado com o ano anterior, quando ficou apenas com a pontuação em 82,22.

A elaboração do ranking levou em consideração critérios como estrutura e forma de apresentação dos balanços orçamentário, financeiro e patrimonial, apresentados pela Prefeitura no ano vigente de 2017.

Para conseguir uma boa classificação no ranking, a Prefeitura do município precisa primordialmente manter seu Portal da Transparência sempre atualizado e trabalhar de forma contínua, para que a população tenha acesso livre a esses dados. Apesar do levantamento ter sido realizado com base nas informações contábeis de 2016, o ICCpe leva em consideração a divulgação desses dados por parte da gestão da Prefeitura em 2017. Ou seja, considera a transparência contábil do vigente ano de 2017.

O prefeito de Condado, Antonio Cassiano, ficou feliz com a notícia da evolução do município. "Conseguimos colocar Condado entre os 10 melhores municípios de Pernambuco, um grande avanço para a população. Esse ranking mostra, além de números, o compromisso que a minha gestão tem com as contas municipais", comentou Cassiano. O Prefeito não foi o único a comemorar esse resultado; nas redes sociais vários condadenses demonstraram sua alegria em ver o município entre os melhores de Pernambuco.

A novidade também repercutiu em Brasília, de onde o Deputado Federal Jorge Côrte Real (PTB) parabenizou a gestão de Cassiano pela conquista, através de suas redes sociais "Isso é resultado de um grande trabalho que vem sendo feito pelo Prefeito Antonio Cassiano, um exemplo de gestor, que trabalha com responsabilidade fiscal e social. Também um motivo de orgulho para todos os condadenses e pernambucanos", comentou Côrte Real.

Para cada prestação de contas, é calculado um índice que varia entre 0 e 194 pontos. De acordo com o valor obtido, os municípios podem ficar em até cinco categorias de convergência e consistência contábil, sendo eles: DESEJADO, ACEITÁVEL, MODERADO, INSUFICIENTE e CRÍTICO. Todos os 10 municípios pernambucanos obtiveram a mesma categoria "aceitável".

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-