quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Violência: Ônibus de trabalhadores do Polo Jeep são alvo de bandidos na PE-049

Ação ocorreu por volta da 1h30 desta quarta-feira (2), no distrito de Tejucupapo, em Goiana, distante 65 quilômetros da capital. Um dos coletivos foi atingido por tiros, mas não houve feridos.

Dois ônibus que transportavam trabalhadores de fábricas do Polo Jeep, em Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, foram alvo de assaltantes na madrugada desta quarta-feira (2). O crime aconteceu na Rodovia PE-49, entre a comunidade do Gambá e o distrito de Tejucupapo, na zona rural de Goiana. Um dos coletivos chegou a ser atingido por tiros, mas não houve feridos.

De acordo com informações da assessoria do Polo Jeep, as ações ocorreram por volta da 1h30, na troca de turnos de serviço. Primeiro, os bandidos abordaram o coletivo que trafegava na frente. Eles chegaram a efetuar disparos. A lataria do veículo ficou com as marcas de balas.

Como não conseguiram interceptar o primeiro ônibus, os ladrões abordaram o segundo coletivo, que seguia atrás. Nesse caso, os bandidos entraram no veículo e roubaram todos os pertences dos passageiros. De acordo com a polícia, as vítimas prestarão depoimento na Delegacia de Goiana, nesta quarta.

A assessoria do Polo Jeep informou que está auxiliando a Polícia Militar e os agentes da Delegacia de Goiana a realizar as investigações. O polo dará todas as informações possíveis para auxiliar o trabalho.
Outro crime

No dia 23 de julho. um ônibus que transportava trabalhadores do polo também foi alvo de assaltantes. De acordo com a Polícia Militar, a tentativa de assalto aconteceu na BR-101, na altura de Cruz de Rebouças, distrito de Igarassu, no Grande Recife, e deixou um homem ferido após ser baleado na perna pelos criminosos.

O turno do Polo Automotivo terminou por volta de 1h. A Jeep explicou, por meio da assessoria, que o caso aconteceu por volta das 2h. O motorista teria percebido a investida e tentou desviar. Nesse momento, o ônibus foi alvo dos tiros.

0 Comentários:

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-