quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Economia: Banco Central lança campanha para tirar moedas de cofres e gavetas

Dos R$ 6,3 bilhões em moedas no Brasil, ou R$ 31 por pessoa, 35% estão fora de circulação

Cerca de 35% das moedas emitidas no Brasil desde 1994 estão fora de circulação, esquecidas ou guardadas em cofres, gavetas ou carros, o que equivale a R$ 1,4 bilhões. Atualmente, há R$ 6,3 bilhões em moedas no Brasil, ou R$ 31 por pessoa.

A informação foi dada pelo presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, nesta quarta-feira (30) durante o lançamento da campanha pela recirculação de moedas "Caça ao Tesouro", que a autoridade monetária divulgará por um mês a partir de setembro nas redes sociais.

"É papel do Banco Central sensibilizar o público quanto à necessidade de promover a recirculação das moedas guardadas, pois o entesouramento, além de contribuir para a dificuldade de troco, motiva a necessidade de produção de novas moedas, cujos custos têm sido crescentes", afirmou Goldfajn. De acordo com ele, o custo de suprimento de moedas foi de R$ 243 milhões no ano passado.

"Em 2016, foram postas em circulação 761 milhões de unidades de novas moedas, número 11% superior ao de 2015, quando foi disponibilizado um total de 685 milhões de unidades. Em 2017, até 31 de julho já foram disponibilizadas 434 milhões de novas moedas".

FolhaPE
 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-