sábado, 10 de junho de 2017

Polícia: Depois de fugir de presídio e matar esposa, elemento é preso em Aliança

Além do homicídio da esposa, o criminoso também é investigado pela prática de outros homicídios, latrocínio, tráfico de drogas e vários roubos de moto, principalmente na zona rural.

Policiais Civis da equipe de investigação da 46ª Delegacia de Timbaúba, sob o comando do delegado Rodolfo Lima Cartaxo, prenderam, na tarde desta quinta-feira (08), um foragido da justiça acusado de homicídio e porte ilegal de arma de fogo, no município de Timbaúba, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. O indivíduo, que encontrava-se foragido da justiça, matou a esposa no dia de sua fuga. De acordo com a polícia, ele é considerado um elemento de alta periculosidade.

Segundo informações apuradas pelo Blog do Anderson Pereira, Rogério Antônio do Nascimento Silva, de 29 anos e natural de Timbaúba, foi preso escondido em uma residência no distrito de Caueiras, no município de Aliança, também na Mata Norte. Ele estava foragido desde o dia 01/04/2017, data em que matou a sua companheira Crislene da Silva Cezário por um motivo banal. O crime chocou a cidade de Timbaúba e após a conclusão das investigações foi expedido um mandado de prisão em desfavor do elemento. Ao tomar conhecimento que Rogério estava escondido em um apartamento em Caueiras, Aliança, os policiais civis de Timbaúba seguiram para o local e deram cumprimento ao mandado. No momento da prisão, o acusado estava com um revólver calibre 38, carregado com seis munições intactas. Além do homicídio da esposa, o criminoso também é investigado pela prática de outros homicídios, latrocínio, tráfico de drogas e vários roubos de moto, principalmente na zona rural. Ele já foi preso pela prática de um homicídio e tráfico de drogas e passou seis anos em regime fechado.

O acusado foi autuado por porte ilegal de arma de fogo, sendo apresentado em audiência de custódia, e em seguida, foi recolhido para o Presídio de Igarassu, onde ficará à disposição da justiça.

0 Comentários:

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-