domingo, 12 de março de 2017

Esporte: Atlético Goiana quer voltar a ser grande no futsal pernambucano

Uma brincadeira entre amigos para passar o tempo e reunir a turma nos finais de semana. É assim que surgem muitos clubes de futebol e futsal no Brasil. Mas, de repente o time vai conquistando resultados expressivos e a brincadeira vai ficando séria. O que parecia um sonho impossível acaba se tornando realidade.

Foi desta forma que surgiu um dos clubes mais tradicionais do futsal pernambucano – Atlético da cidade de Goiana, ou Atlético Goiana. Fundado em 1998 pelos amigos Gutemberg Guerra, Cristiano Soares, José Diógenes e Jair Soares, o clube se tornou uma potência no futsal pernambucano e conquistou títulos importantes nos últimos anos.

“Estávamos em um bar e decidimos criar um time para jogar em campos menores, apenas para nos divertimos”, conta o presidente e um dos fundadores do clube, Gutemberg Guerra. Sem saber da real importância que aquela reunião teria para os próximos anos, os amigos inscreveram o time na Copa Redenção em 1999 para ver o que aquele time era capaz de fazer. O resultado? O título da Copa logo na primeira participação. Era a certeza de que eles tinham que levar o projeto do Atlético à frente.

De 2000 a 2002 a equipe disputou a Copa Povão, torneio realizado pela Federação Pernambucana de Futsal com clubes não filiados, e não conquistou o título em nenhuma das edições. Eles não desanimaram, seguiram com o Atlético e foram premiados em 2003. Com apenas cinco anos de existência o Atlético Goiana conquistava o Campeonato Pernambucano adulto de futsal.
Em 2010 o clube quase foi bicampeão mas perdeu para o Tigre de Garanhuns, na época um time praticamente imbatível em Pernambuco.  Com 19 anos de fundação o Atlético Goiana tem também em sua história duas participações em Ligas Nordeste (2004 e 2011).
Foi também a casa de grandes nomes do futsal de PE, como Zanatha, capitão do título pernambucano do Santa Cruz em 2015.  Para 2017 a diretoria está atrás de novos parceiros e assim bancar os custos do clube no Pernambucano adulto e sub-20, principais categorias do clube atualmente.
Em 2016 os garotos do sub-20 ficaram na primeira fase do Estadual mas deram trabalho aos grandes. Contra o Sport, na Ilha do Retiro, a equipe perdeu por 1×0 e se não fossem os vacilos contra os rivais interioranos estaria na segunda fase.  “Temos feito boas participações em competições com as categorias sub-17 e sub-20.

Este ano iremos participar do PE sub-20 mais uma vez”, afirma o técnico Edvan Martins, que está há quatro anos no comando da equipe. E assim o Atlético Goiana vai tentando resgatar a sua história vencedora no futebol de salão de Pernambuco.

InfoFutsal










 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-