quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Polícia: Colombiano acusado de agiotagem é detido em Goiana

No âmbito criminal, a agiotagem está prevista na Lei nº 1.521, que se refere aos crimes contra a economia popular.

Um colombiano acusado da prática criminosa de agiotagem foi detido, nesta terça-feira (31), durante operação conjunta realizada por Policiais Civis da 44ª Delegacia de Goiana e Policiais Militares da Equipe Malhas da Lei da 3ª Companhia Independente de Goiana, sob o comando do delegado Thiago Uchoa. Segundo a polícia, após denúncias de populares à respeito de um agiota colombiano emprestando dinheiro a pequenos comerciantes, as investigações iniciaram e o acusado foi localizado. 

Oscar Jose Paternina Cordero foi flagrado de posse de aproximadamente R$ 5.000,00 (cinco mil reais) em dinheiro e cartões publicitários contendo detalhes dos valores, parcelas e valor diário que seus devedores deveriam pagar.

O colombiano chegou ao Brasil em novembro de 2016, no município de Fortaleza, no Ceará, de onde foi para a casa de amigos em João Pessoa, na Paraíba. Oscar estava atuando em Goiana há aproximadamente dois meses e, durante esse tempo, vem praticando a atividade ilegal, prevista na Lei nº 1.521, que se refere aos crimes contra a economia popular.

O acusado foi detido, interrogado e liberado para responder em liberdade. A polícia suspeita que o colombiano faça parte de uma associação criminosa que pratique agiotagem na região.

Segundo o delegado, o dinheiro pode estar relacionado ao narcotráfico e caracterizar a lavagem de dinheiro. “Tudo isso demanda a continuidade das investigações. Iremos apurar a hipótese de que haja mais colombianos cometendo o mesmo crime na região", acrescentou o delegado Thiago Uchoa.

A polícia espera que a população denuncie outros casos de agiotagem, pois muitos praticam crime de extorsão e também podem estar lavando o dinheiro do tráfico de drogas em seu país de origem. Qualquer informação poderá ser comunicada à Delegacia, inclusive de forma anônima, através do telefone (81) 3626-8683 ou whatsApp: (81) 9.9488.3470.

0 Comentários:

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-