terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Goiana: Prefeitura denuncia possíveis irregularidades em processos licitatórios feitos pela gestão anterior

A prefeitura de Goiana encaminhou nesta terça-feira (23) ao Tribunal de Contas de Pernambuco uma denúncia referente a  três licitações feitas pela  última gestão no período de dezembro de 2016.  O Procurador-geral do município, Alcides de França, disse que na época, a Comissão de Transição solicitou ao Tribunal de Contas  a suspensão das licitações. "Houve a determinação de suspensão pelo TCE e mesmo assim eles continuaram com os lançamentos." Relata o Procurador.

Entre os processos licitatórios existe um no valor de R$363,520 mil reais para oficinas de capacitação  realizadas em  São Lourenço, Distrito de Goiana. "Esse valor foi pago  a uma associação da cidade de São Lourenço da Mata para promover cursos básicos de gari, corte e costura, doces e salgados, entre outros. Só em um coffe break, a gestão passada desembolsou um  valor de aproximadamente 25 mil reais", disse o Procurador.

Uma outra licitação levantada pela comissão da atual gestão foi a de compra de 30 computadores e 5 Notebooks no valor total de 150 mil reais. De acordo com o documento, cada computador custou R$ 4.625,00.

A terceira licitação foi para a reforma do prédio do bolsa família. No total, foram gastos 700 mil reais nos processos licitatórios.

Agora o Tribunal de Contas deve analisar se houve superfaturamento ou outra irregularidade nas licitações.

Denúncia ainda não chegou na Delegacia

Procurado pelo Blog do Anderson Pereira, o delegado titular da 44ª Delegacia de Polícia de Goiana, Thiago Uchoa, disse que não poderia mencionar detalhes sobre os casos em investigação, contudo, afirmou que esta denúncia sobre as 'possíveis irregularidades em processos licitatórios pela gestão passada' não foi enviada para a polícia pela Prefeitura de Goiana e nem pela Promotoria de Justiça de Goiana.


Thiago Uchoa reiterou que a Delegacia de Goiana está à disposição da população e dos órgãos públicos para apurar todos os crimes, inclusive de corrupção.

Fonte: Assessoria

0 Comentários:

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-